domingo, dezembro 19, 2004

ahhh, as férias!

Lembro de poucas vezes que fiquei tão ansioso pra ter férias como agora. A correria do dia-a-dia de um universitário que trabalha como consultor em uma empresa júnior está sendo maior do que eu um dia pude prever. Poucos membros na empresa, acaba ficando trabalho acumulado na mão de poucos. É o que está acontecendo. Quanto mais eu trabalho, mais eu tenho que trabalhar. E ó que eu ainda nem me formei... e trabalho sem ganhar um tostão!

A faculdade acabou já faz tempo, rumo ao terceiro ano agora. O fim está próximo e começo novamente a sentir nostalgia - aquela mesma que senti perto do fim do colégio. Sinto aproximar o início do resto da minha vida. Meus 20 anos estão aí, também. Quero entrar nessa década com o pé direito, com muita alegria e euforia pra continuar na luta. E é por isso que eu tanto necessitava dessas férias.

Não pensei que fosse tão difícil estudar e trabalhar ao mesmo tempo. Não que eu ache uma coisa impossível, até gosto do desafio que isso me impõe. A grande questão está no retorno. Não vejo o retorno... talvez por estar cego pelas oportunidades recusadas neste semestre, achando que não valia aquilo que queriam me oferecer. Uma empresa júnior te paga muitas vezes mais o que querem te pagar sem experiência nenhuma. A diferença é que na empresa junior o pagamento não é em dinheiro: é em crescimento pessoal e profissional, em experiência, em ousadia. Mas ainda assim o dinheiro faz muita falta.

Programação para o fim de ano: Campos do Jordão pro reveillon e Toque Toque pequeno pra relaxar no verão. Depois, pau na máquina novamente. Devo assumir mais um projeto ainda em janeiro. E haja fôlego pra aguentar e fazer o melhor que posso!

É isso aí, Santos campeão esse ano e vamos ver se o meu São Paulo ganha alguma coisa ano que vem.

Esse talvez é o último post do ano, então bom natal e bom ano novo pra vocês. E não assistam muita TV, faz mal.

quarta-feira, dezembro 08, 2004

semana de provas, etc, etc...

"Alô, alô, planeta Terra chamando, planeta Terra chamando..."

Retomando o contato com o mundo exterior... semana de provas e por enquanto nenhuma novidade negativa. Pelo jeito, 5o semestre vem por aí.

Demanda aumenta na empresa mas os recursos humanos diminuem. Processo seletivo só em Março, mas a gente segura as pontas até lá.

É isso aí, 2 meses de namoro e muita coisa boa!

domingo, novembro 28, 2004

falta de conteúdo se resolve com...

... testes!

E aqui vai um que acabei de encontrar no ueba!





You Are From Saturn



You're steady, organizes, and determined to achieve your dreams.
You tend to play it conservative, going by the rules (at least the practical ones).
You'll likely reach the top. And when you do, you'll be honorable and responsible.
Focus on happiness. Don't let your goals distract you from fun!
Don't be too set in your ways, and you'll be more of a success than you ever dreamed of.


quinta-feira, novembro 25, 2004

enfim, uma novidade!

Nada demais, mas é que eu instalei uma extensão nova no meu Firefox que permite adicionar emoticons nos posts. Agora, quando eu achar conveniente, vou colocar emoticons para ilustrar meus posts.

Eu achei essa extensão o bicho. Veja só que literalmente mágico:



Quer ter também? Primeiro você deve ter o Firefox. Depois, é só clicar aqui e instalar a extensão. Uma vez instalada, é só reiniciar o firefox pra usar. O atalho pra barra lateral de emoticons é Ctrl + Shift + S. Fácil.

Nunca vi nada nem parecido no Internet Explorer.

segunda-feira, novembro 22, 2004

trabalha, nêgo!

Férias só dia 17. E só um mês. Preciso me adaptar a esse ritmo.

Beleza, já entreguei o PRIMT e agora é só esperar a apresentação e as provas finais.

E eu fui abordado por uma blazer da polícia militar ontem. Que cagaço!

Mas foda-se. Se tá tudo bom, tá tudo bem. E tá tudo bom, então tá tudo bem!

Minha irmã faz um mês de vida dia 26. ("Ow, que cuti cuti!!" diriam vocês, eu sei, eu sei!)

E a demonstração de aikido no ibirapuera sábado foi um sucesso! Só faltou você, caro leitor.

Da próxima vez eu juro que aviso a tempo.

quinta-feira, novembro 11, 2004

untitled

Sempre tive muitas idéias pra escrever aqui. Continuo tendo.

O que eu não tenho agora é vontade de ficar na internet. As pessoas que costumavam me ver online no icq e msn que o digam.

Como já disse uma vez, tudo o que vira obrigação desinteressa. Esse blog tinha virado obrigação. Agora é prazer. De vez em quando escrevo.

Só pra vocês não ficarem muito por fora: dia 15 meu namoro com a Isadora completa um mês. ;)

Acho que vocês já imaginam que eu tenho coisas melhores a fazer do que postar aqui todo dia, né?

É isso aí, qualquer dia escrevo bastante... ando com vontade de expressar-me. E vocês, queridos e fiéis leitores, não perdem por esperar.

quinta-feira, novembro 04, 2004

"ando meio desligado...

... eu nem sinto meus pés no chão."

Olá, Blog, ainda se lembra de mim?

Vou mudar sua cara, você está muito escuro. Vamos mudar pra algo mais claro, onegaishimas!

Janeiro começo o curso de japonês. Ihu!

quinta-feira, outubro 28, 2004

triste

Essa foi uma das coisas mais horríveis que eu já presenciei.

Não consegui dormir direito essa noite, perdi uma prova importante hoje. Tenho sorte de ainda poder fazê-la à noite.

Não havia condições de continuar o jogo. Fez muito bem o árbitro da partida. É uma pena. O campeonato ficou em terceiro, quarto plano.

Eu gostaria de ter ficado em casa...

sábado, outubro 16, 2004

"japa japa girl!"

Pois é, Ó, jeezny, tiraste a infeliz bolnoy deste bratchny malchick. Trouxestes uma bela molodoy devotchka para tornar meus momentos ainda mais sladky que um dia já foram, Ó, minha irmã.

Nova relationship status: committed.

Só tenho a agradecer a Bog e a todos os seus Anjos e Santos.

"She said she's only sixteen. la di da, if you know what I mean..." ;)

quinta-feira, outubro 14, 2004

por isso eu corro demais!

Musiquinha pra ilustrar o momento:

POR ISSO CORRO DEMAIS - Roberto Carlos

Meu bem, qualquer instante que eu fico sem te ver
Aumenta a saudade que eu sinto de você
Então eu corro demais, sofro demais, corro demais
Só pra te ver, meu bem

Você ainda me pede que é pra eu não correr assim
Meu bem, eu não suporto mais você longe de mim
Por isso corro demais, sofro demais, corro demais
Só pra te ver, meu bem

Se você está ao meu lado eu só ando devagar
Esqueço até de tudo, não vejo o tempo passar
Mas se chega a hora de ir pra casa te levar
Corro pra depressa outro dia ver chegar
Então eu corro demais, sofro demais, corro demais
Só pra te ver, meu bem

Se você vivesse sempre ao meu lado eu não teria
Motivo pra correr e devagar eu andaria
Eu não corria demais, corro demais, corro demais
Só pra te ver, meu bem


Amanhã será outro dia, e que belo dia será, Ó, meus irmãos! Me sinto muito horrorshow. Logo mais tirarei uma spatchka pra começar a sexta-feira muito bem. Um bom copo de moloko antes... e cama! Ah, nada como um bom dia após o outro para as coisas melhorarem para um maltchvik como eu.

segunda-feira, outubro 11, 2004

o super-herói foi vencido...


Sempre gostei do Super-Homem. Meu pai tinha uma coleção de revistinhas em quadrinhos dele. Desde a número 1. Eu devorava todas elas. Tinha meus 5 anos quando comecei a gostar das aventuras do homem de aço. Assisti aos (os?) filmes e sempre fui fã de Christopher Reeve por suas atuações na pele do meu herói favorito. Não perdia um episódio das "Novas aventuras do Superman" na Globo... e por um tempo acompanhei "Smallville", mas por causa do meu horário não consegui mais assistir.

O gibi que mais vezes eu li com o maior interesse foi um de 200 páginas, chamado "A Morte do Super-Homem". Minha torcida por ele foi em vão nos quadrinhos. Apesar de sua morte, sua luta foi vencida: o monstro Apocalipse foi vencido. As revistinhas da volta do super homem eu li também, mas não foram lá essas coisas. E a edição da "Morte..." era de luxo, vinha com muitos brindes extras, como a revistinha número 1 em inglês, adesivos, um silk pra colocar numa camiseta... Tudo o que um fã pode querer.

Na vida real, sempre torci pela luta de Christopher Reeve pela liberação da pesquisa com células-tronco. Ele ficou paraplégico em 1995, pra quem não sabe. Eu ficaria muito feliz em vê-lo andar novamente. Ele sempre foi um ícone de super-herói pra mim. Um homem que, apesar de tudo, continuava sua luta. Com a notícia da morte de Christopher Reeve, eu me lembrei da revistinha que eu li e reli tantas vezes. Não haverá uma "volta de Christopher Reeve". Ele se foi na mesma semana em que foi aprovada a lei da Biossegurança no Brasil. Como nos quadrinhos, o Super-Herói deu sua vida para salvar muitas outras. Foi vencido pelo inimigo, mas a batalha continua. Suas ofensivas foram determinantes para chegarmos onde estamos hoje. É um exemplo de coragem e determinação. Sua luta não foi em vão.

Christopher Reeve foi e sempre será o Homem de Aço que todos nós temos na memória. O super-herói foi vencido, mas não perdeu a guerra. Como na revistinha, o Apocalispe está sendo derrotado por todos nós.

domingo, outubro 10, 2004

Welly welly welly welly welly welly well!

To what do I owe the extreme pleasure of this surprising visit?


O seminário foi muito bom, Massuda Shihan é um ótimo instrutor, tem uma didática que poucos têm. Dois dias de treino bastaram pra eu tirar meu atrazo no aikido, fazia tempo que não treinava bem como treinei esse fim de semana. Amanhã treinarei renovado no Taiyo.

Ah, eu estou feliz. E vou tomar banho ouvindo música.

terça-feira, outubro 05, 2004

período de transição

(atenção: post inútil e extremamente interno. Pule para o próximo.)

Música pra ilustrar o momento:

De onde vem a calma - Los Hermanos

De onde vem a calma daquele cara ?
Ele não sabe ser melhor, viu?
Como não entende de ser valente
ele não saber ser mais viril
Ele não sabe não, viu?
Às vezes dá como um frio
É o mundo que anda hostil
O mundo todo é hostil

De onde vem o jeito tão sem defeito
que esse rapaz consegue fingir?
Olha esse sorriso tão indeciso
Esta se exibindo pra solidão
Não vão embora daqui
Eu sou o que vocês são
Não solta da minha mão
Não solta da minha mão

Eu não vou mudar não
Eu vou ficar são
Mesmo se for só
não vou ceder
Deus vai dar aval sim,
o mal vai ter fim
e no final assim calado
eu sei que vou ser coroado rei de mim.


Já me sinto anestesiado. Há tempos não dou a mínima importância se não me dão o valor que eu gostaria de ter. Chego a ficar mal um tempinho, mas, no final, vejo que aquilo tudo não passou de cena.

Cansei de me desgastar dessa maneira. Vou seguir minha vida como vinha seguindo há um tempinho. Tudo está se encaixando, tudo está correndo bem.

Não há coisa melhor que amizade. O resto é desprezível. Todo o resto. Já tenho o que preciso pra sobreviver, então, o que vier é lucro.

Não vou perder as esperanças nem desistir (afinal, "sou brasileiro e não desisto nunca"). Mas já estava ficando neurótico demais.

Calma, calma, Leandro. Sua hora vai chegar.
---
rush - tom sawyer

domingo, outubro 03, 2004

voltei.

E não é que a urna eletrônica parece mesmo um forninho elétrico? Não tinha reparado nas últimas eleições.

3 de outubro - vota, Brasil!

Bom voto pra vocês.

Em São Paulo, que vença o melhor. Desde que seja o meu candidato.

Mantendo a tradição das eleições presidenciais, não revelarei meu candidato. Segundo dizem, "o voto é extremamente secreto".

Prefiro falar do meu time, que ontem venceu de maneira merecida seu arqui-rival. Não podia ser diferente, depois de uma vitória como a de terça-feira. E ontem, também, foi aniversário do gigante do morumbi. 44 anos. Meus parabéns!

E que venha a Ponte Preta!

sábado, outubro 02, 2004

mais uma turma se formou...

... e eu volto a exercer um dos meus vícios.

Dizem que na vida você pode se viciar em quatro coisas:
1. Sexo;
2. Drogas;
3. Álcool;
4. Dar aulas.

Dar aulas é um vício raro, pois poucas pessoas se aventuram. Mas quando pega, não larga.

domingo, setembro 26, 2004

...

here I am, on the road again.
There I go, turn the page.

sábado, setembro 25, 2004

olha eu aqui de novo!

Hoje tem Beverly mais uma vez.

Uma música pra ilustrar o momento:

Gene Kelly - SINGIN' IN THE RAIN

I'm singing in the rain
Just singing in the rain
What a glorious feelin'
I'm happy again
I'm laughing at clouds
So dark up above
The sun's in my heart
And I'm ready for love
Let the stormy clouds chase
Everyone from the place
Come on with the rain
I've a smile on my face
I walk down the lane
With a happy refrain
Just singin',
Singin' in the rain

Dancin' in the rain
Dee-ah dee-ah dee-ah
Dee-ah dee-ah dee-ah
I'm happy again!
I'm singin' and dancin' in the rain!

I'm dancin' and singin' in the rain...

Why am I smiling
And why do I sing?
Why does September
Seem sunny as spring?
Why do I get up
Each morning and start?
Happy and head up
With joy in my heart
Why is each new task
A trifle to do?
Because I am living
A life full of you.


Fui à Fnac e comprei a agenda 2005 do Chico Buarque e a nova tradução do Laranja Mecânica, do Anthony Burgess. Não encontrei a versão original em inglês.

No momento, ouvindo o jogo do São Paulo (não aconselho) e lutando contra o sono. Mas ainda é sábado, dá pra descansar amanhã. Segunda feira tem prova de Finanças II. Dei uma estudada hoje e amanhã vou dar mais uma pincelada. Vai ser paulera.

Bom, é isso.

uh! marcorélio!

Beverly Hills e a constatação de que nada é um sonho...

é tudo realidade. e é bom demais!

segunda-feira, setembro 20, 2004

ah, a auto-estima!

Fazia tempo que ela não vinha me visitar. Mas, como já diz um jargão militar, "um bom filho à casa retorna". Eles dizem isso pra divulgar o encontro de jubileu de veteranos militares, não sei direito.

Mas o meu caso nada tem a ver com o exército.

A história começa no Beverly Hills, bar em Moema que costumo freqüentar. Sábado passado, fomos dois casais e eu. Mais precisamente, Thom, a namorada, Felipe, a namorada e eu. Fui pela companhia de amigos, essas coisas que são importantes, porém já são sabidas por todos e, por isso, não necessitam de uma citação tão longa quanto esta. Enfim, estávamos lá e somente estávamos lá.

Assistimos aos shows do Vérber Diriges, como sempre, rachando de rir. Até que chegou a hora dos recadinhos. Eis que um deles é mais ou menos assim:

"Cara de branco em frente ao palco, você é uma gracinha. Beijinhos."

Eu era o cara de branco em frente ao palco. Em um primeiro momento, jurei que fosse tiração de sarro. Inclusive, fiquei com essa impressão porque o Bamba tirou um belo sarro de mim, falando que eu é que tinha escrito pra eu mesmo, "pra ver se alguma caía". Como eu tinha certeza que não tinha sido eu (óbvio), acreditei na versão do Thom de que tinha sido zueira do próprio Vérber.

Fim de show, pagamos e estávamos saindo quando a Pat ("a porteira" do bar) falou pro Thom que ela sabia quem tinha mandado. "Uma coisa que eu posso falar é que não foi o Bamba". Na hora, não escutei direito o que eles me falaram, por isso não fui lá indaá-la a respeito. Enfim, no outro dia, entrei no orkut e deixei na comunidade do Vérber uma mensagem perguntando quem tinha me mandado. Ela me respondeu por scrapbook e me passou o MSN dela.

Sim, meus queridos, fiéis e únicos leitores, foi ela. Uma das garotas mais bonitas e agradáveis que eu já conheci havia me mandado aquele recadinho. "A porteira" Pat tomou a iniciativa e me mandou um recadinho público. Como eu adoro isso. E como saber disso me deixou feliz novamente, como há muito não me ocorria.

Não dei-me ao luxo de perder tempo. Quinta-feira nos encontraremos em uma folga em nossas agendas. Torçam por mim. Vocês me conhecem suficientemente bem pra saber como eu estou nesse momento.

Alexander DeLarge bem disse no filme Laranja Mecânica: Initiative comes to thems that wait. Nunca essa frase foi tão bem contextualizada.

sexta-feira, setembro 17, 2004

mais um pros Ramones

Agora eles passaram Os Trapalhões.

Pra quem não sabe, existe uma competição entre os dois grupos pra ver quem acaba primeiro. Tá 3 a 2. Joey, Dee Dee e Johnny x Mussum e Zacarias.

A disputa tá acirrada.

domingo, setembro 12, 2004

continuando...

Voltando da macarronada, reli o último post. Não estou escrevendo do meu computador, é o do meu irmão e não estou acostumado à disposição das teclas. Corrigi alguns acentos que saíram errados por conta disso, mas não sei se me dei conta de todos eles. Se virem alguma crase invertida, já sabem o motivo.

Enfim, continuando. A macarronada nem tava lá essas coisas e também não era de graça. Pagávamos 5 reais (o preço de um comercial com arroz, feijão, bife, batata frita, ovo frito e farofa) e tínhamos direito a um prato de macarronada com frango. O frango até que tava bom, mas o macarrão estava cru e frio. Além disso, o molho estava mais diluído do que a caipirinha que eu fiz em Angra depois que reclamaram que estava forte. Mas mesmo assim deu pra matar a fome. Não digo que estava ruim, mas bom não estava. A "taça" de vinho era 1 real. Imaginem vocês o material de que era feita a taça e a marca e qualidade do vinho. Exatamente. Taça de plástico e vinho Sangue de Boi. Depois, ainda passei no Mc Donald´s e tomei um sundae de morango.

Fui hoje, também, comprar roupa social. Estava com as mesmas desde 2000, eu acho... quando comprei uma calça, uma camisa, uma gravata, um sapato e um blazer pra ir a uma festa de 15 anos. Como estava usando muito, a camisa ficou velha, a gravata desmontou e a calça encurtou. Minha mãe me deu uma calça marrom e três camisas no começo do ano, mas uma é vermelha, outra verde e não combinam com qualquer cor, só com a calça preta. Ganhei também uma gravata marrom bonita, essa continua inteira. Enfim, fui comprar hoje. E nunca pensei que fosse tão caro andar sempre bem alinhado. Comprei duas camisas (uma azul e uma verde clarinha), uma gravata azul listrada e uma calça cinza escura (quase preta) com pregas. Total da compra: 295 reais. É grana pra cacete. Dividi em 3 vezes, mas percebi que não tinha nenhuma folha de cheque. Paguei só a entrada no Visa Electron e o resto eu pago na terça feira, que é quando chega a calça com a barra (italiana, claro) feita. O melhor de tudo: cheguei em casa disposto a aprender a dar nó na gravata. Vi um cara dando o nó facinho facinho lá na loja e cheguei em casa na sede pra aprender. Peguei uma que eu mantinha com o nó feito como modelo e fui quebrando a cabeça. E finalmente eu aprendi a dar um nó bonitão na gravata. Igualzinho àquele que eu mantinha guardado. Mantinha, porque eu desfiz porque, agora que já sei, não precisa mais guardar ele feito! Que tesão! Agora é só praticar todos os dias que eu nunca mais esqueço.

Bom, quanto às minhas leituras, terminei de ler "Nosso homem em Havana", e é um livro nota 10. Quem puder, que leia. Aí, só pra quebrar um pouco a rotina de romances, estou lendo "Banco Imobiliário: Monopólio: A primeira escola de negócios". Ele diz como as estratégias para vencer usadas no jogo podem ser aplicadas na vida real para se ter sucesso no mundo dos negócios. Interessante, né? Agora vamos ver se ele diz coisa com coisa. Gostei do comecinho, mesmo ele só falando do jogo por enquanto. Mas nunca vou saber se não ler, né?

fim de semana agitadíssimo

Ontem teve futebol na casa do Thom e o grande sumido Thiago Pacey me questionou se eu ainda continuo à frente deste blog. Aqui está a resposta, caro amigo! Continuo aqui, sim, mas postando com um pouco menos de entusiasmo do que na época d'A Voz de SueD. Mas estou aqui, e é isso o que importa.

Enfim, ontem teve futebol à tarde e eu estou todo dolorido até agora. Realmente, estou precisando de um pouco mais de esportes em minha vida.

"Peguei emprestado" do meu padrasto (entre aspas porque ele ainda não sabe) o CD dos Mamonas Assassinas e estava relembrando ontem no carro com o Aldemar. Eles eram muito bons. E eu só vim a entender algumas das letras das músicas aos 19 anos. Percebi claramente as referências a bandas clássicas do rock como Clash e Rush. Quando saiu o CD eu estava na 4a série e nada disso passava pela minha cabeça. Quando que eu iria entender que "o homem é corno e cruel, mata baleia que não chifra e é fiel"?

Bom, depois do futebol o Thom foi ver um show lá no Black Jack. Não fui por algumas razões que não convém contar. Fui com o Aldemar no Yucatán, rodízio de comida mexicana. Depois dos burritos, não agüentei comer mais nada, pra variar. Tomei aquela cerveja importada "dos equis" e confirmei que a melhor cerveja é mesmo a Itaipava, seguida pela Original e todas as outras.

Acordei hoje às 9h, bem na hora de ver a corrida. Aconteceu o que eu esperava: Rubinho em 1o e Schummacher (já com o campeonato garantido) em 2o. Porque será, né? De todo modo, foi legal ver uma vitória de um brasileiro com o tema clássico da globo ao fundo. Estou saindo agora pra uma macarronada na igreja com meu pai. A gente paga cada mico pra ficar com a família, né? Mas tudo bem, eu tô com fome, mesmo, e quem tá pagando a macarronada é um candidato a vereador, aí... de graça, até injeção na testa. Meu voto pra vereador é do PV. Pra prefeito, decido nas próximas semanas. Será que o Penna vale a pena?

quarta-feira, setembro 08, 2004

de volta a São Paulo...

... depois de um feriadão em Angra dos Reis com o pessoal.

Muito sexo (pra uns), drogas (pra outros) e rock'n roll (para todos).

120 latas de Itaipava, 3 garrafas de vodca e 1 de 51 depois, estou com a cabeça meio "balão de gás hélio" até agora.

Agora: aula de modelagem e simulação empresarial. Vai ser de grande valia para meu aprendizado acadêmico essa aula de hoje.

terça-feira, agosto 31, 2004

mistério resolvido

Comecei a ler hoje "Nosso homem em havana", de Graham Greene. Depois retomo "Rumo ao farol". Talvez depois de ler "Laranja Mecânica". Mas este eu não vou comprar a tradução. Dizem que tradução é igual mulher. Quando é boa, não é fiel. E, quando é fiel, não é boa. Posso viver sem traduções, mas não sem mulher. Por isso vou tentar um crédito com os detentores do capital (meus pais) pra poder comprar um livro usado na Amazon.com. 5 doletas, mas com o nosso câmbio, acaba ficando caro, principalmente quando se inclui no preço a taxa de entrega, que fica perto de 7 dólares. Vamos ver, né?

Ah, mistério resolvido porque até ontem eu não sabia qual livro eu iria começar a ler. Ganhei de aniversário o "Quebrando o código Da Vinci", mas, ao começar a ler, vi que precisaria ter lido "O código Da Vinci" antes. Fora que ele trata de um assunto que já não me interessa mais. Quero ler romances. Talvez um dia eu volte a ter uma mente questionadora da religião e goste de ler esse tipo de livro. Mas não ainda. Fica na fila. Aliás, minha fila de livros está bem grande... tem mais de 20 livros. E espero que o número não caia pra menos que isso, é bom poder escolher ao seu gosto o próximo livro quando acaba um. Se eu não tivesse uma fila tão grande, talvez não acharia um livro de acordo com meu estado de espírito atual.

"Nosso homem em havana" foi escrito poucos meses antes da Revolução Cubana de Fidel Castro & Cia. LTDA. É uma sátira a toda aquela coisa de guerra fria que estava acontecendo na época. Depois de ler "A Revolução dos Bichos", que se refere à Revolução Russa, nada mais lógico ler algo sobre a Revolução Cubana, mesmo que seja sátira. O próximo passo pode ser comprar um livro de história e ler exatamente como os fatos aconteceram. Aliás, estou faz tempo querendo comprar a série de livros que contam a ditadura militar aqui no Brasil. De uns dois anos pra cá, me descobri um profundo apreciador da história mundial, quando bem contada, obviamente.

Mas estou na época de ler romances.

domingo, agosto 29, 2004

"Laranja Mecânica" sai com nova tradução

Já sei o próximo livro que eu vou ler. Depois retomo "Rumo ao farol".

sexta-feira, agosto 27, 2004

pensamentos desconexos

Hoje estou com tanto sono que nem parece sexta feira à tarde. Parece madrugada de domingo pra segunda.

A semana foi boa profissionalmente falando, é uma pena que pessoalmente os negócios tenham ruído da forma que ruiram. Visitei a Trevisan Campinas na quarta feira, ontem fiz reunião com um representante da Trevisan Tributos. Projeto Trevisan, finalmente, está finalizado e agora é partir para a próxima. Hoje tem reunião de primeiro contato. Minha primeira. Tomara que dê certo.

Amanhã tem show do Dio, mas eu não vou. Primeiro, porque não gosto. Segundo, porque ele é um baixinho velho e feio. Tá, o segundo motivo não é assim tão considerável. Mas é mais por minha praia ser outra, mesmo.

Li nas últimas semanas o Budapeste, do Chico Buarque. Puta livro, recomendo. O final é uma coisa extremamente inesperada que torna um romance como qualquer outro em uma bela obra, que só poderia ter saído das mãos do grande Francisco. No momento, releio pela segunda vez o livro "A Revolução dos Bichos", de George Orwell. Depois de aprender sobre a Revolução Russa, a leitura desse livro fica muito mais interessante. Havia lido esse livro na sétima série, mas não achei lá essas coisas. Agora que ficou interessante. Em breve, retomarei minhas leituras da Biblioteca Folha. Aliás, já retomei, né... esse que eu leio agora é da coleção. Mas eu parei na metade de "Rumo ao Farol", preciso retomá-lo. Enfim, é bom acordar uma hora mais cedo e ler enquanto tomo café aqui em uma cafeteria ao lado da faculdade. Lugar legal, pãozinho com manteiga, média... e um bom livro.

Quanto à vida pessoal, existem dois lados: o primeiro é bom. Finalmente me sinto livre pra viver novos casos. Me livrei do karma de antigamente, exatamente um ano depois. Por outro lado, continuo um cavaleiro andante. Meu nome ainda consta nos classificados da vida. Meu estilo, nômade. Até que, mais uma vez, algum coração me dê a permissão de fixar residência. Bonito isso, né? Nem parece, mas fui eu mesmo que pensei.

segunda-feira, agosto 23, 2004

vida saudável

Estou voltando aos hábitos saudáveis da vida. Acordando cedo, lendo, me relacionando e fazendo um esporte que beneficia o lado espiritual.

E a maior prova está nos últimos treinos de aikido, que estão sendo extremamente prazeirozos. Estou evoluindo na arte e entendendo a mensagem que o-sensei Morihei Ueshiba quis transmitir. Ainda falta muito, mas eu chego lá!

é.

pois é.

domingo, agosto 22, 2004

foi só falar...

do céu ao inferno em menos de 24 horas...

eu não mereço ser feliz, mesmo...

Ch-ch-ch-ch-changes

Churrasco no sítio do Emmanuel ontem, muito sol, futebol, comida e cerveja. O melhor de tudo foi que eu reencontrei a ponta do novelo de lã da felicidade. Foi um dia perfeito.

E hoje teve ensaio da banda. Abri o jogo: não vou mais tocar com eles. Hardcore já não é mais minha praia faz tempo.

Acho que tô ficando velho...

segunda-feira, agosto 16, 2004

conversas bizarras no msn - o retorno

Personagens: Thom e eu.

E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
aoooopa
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
opa e ae?
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
bao?
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
bao e ae?
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
supimpa!
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
hehe acordou na hora certa?
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
hahahahahahaahahahaha
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
craro
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
haha acordei cedo DEMAIS.
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
é bem melhor sair de casa mais cedo.
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
5?
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
saí de casa 6:40
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
se leeeega
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
nossa
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
eu em dia de rodizio saio 6:30
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
quer dizer, saía
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
não peguei trânsito nenhum, cheguei aqui, tomei café ouvindo Chico Buarque em uma cafeteria...
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
ou seja, comecei muito bem o dia.
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
leu jornal?
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
li Budapeste, do Chico Buarque
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
vim ouvindo a CBN
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
já é suficiente
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
hahahahahahahahahahaha
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
é rapaz
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
vc acaba de confirmar minha teoria
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
qual?
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
Vc entrou na meia-idade
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
HAHAHAHAHAHAHAHA
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
po, não zoa!
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
hahahahahaahahahahhahahaa
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
olha seus habitos
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
vc envelheceu por dentro
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
daqui a pouco a tua merda sai mofada, de tao velha que tá
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
hahahaha que nada, eu AMADURECÍ!
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
hahahahahahaahhahaa
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
hahahaha
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
hahahahahahahaahahah
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
vc entrou na meia idade
daqui a pouco quer jogar sueca, bebendo whisky e comendo amendoim aos sabados a tarde no clube de campo.
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
hahahahahaha.... escutando a 9a de Beethoven
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
bem por aí
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
e dirigindo um Volvo.
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
hehe a 9a de beethoven tomando whisky eu já fiz...
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
hahahahahahahahaahahahha
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
o 2o movimento é um TESÃO!
Amarelei no aikido! Finalmente! says:
hahahahahaha
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
E começa-se mais uma semana... Será que ganha da semana passada? says:
ai meu deus

sábado, agosto 14, 2004

exame hoje

Beleza! Agora sou Gokyu em aikido!

Fico bem mais bonito de faixa amarela. Ainda mais sendo ela conseguida por unanimidade na banca examinadora.

domingo, agosto 08, 2004

19 anos

Nada mal, hein?

Pra comemorar, vou trocar a foto do meu perfil no blogger.

sábado, agosto 07, 2004

que legal!

Fuçando por aí, olha só o que encontrei: Pintassilgo - almofadas inspiradas em cartazes de cinema!

Como estou de mudança, posso até comprar algumas.

cyrkam airtös

Jogue basquete no escritório.

Meu ponto máximo foi 2405 pontos.

dömo arigatou gozaimashita!

Hoje (ontem) fomos ao restaurante japonês "Komê Sushi", na Vila Madalena, comemorar antecipadamente meu aniversário, que é dia 8 (amanhã, pelos cálculos de São Google). Comi até não conseguir mais colocar um único sushizinho na boca. E, é claro, Cerveja Itaipava não faltou pra não deixar passar em branco!

Disse fomos pelo motivo de, além do próprio que vos escreve, ainda estavam lá: Demaster, Marina, Dudu, Thom, Rita e Léo (aliás, nosso novo diretor de projetos e futuro presidente da Junior Trevisan Consultores!).

Foi bom e não faltaram fotos. Quem sabe um dia não as coloque como avatar no MSN?

Falando em fotos, meu carro está prestes a fazer 6666 km rodados. Como bom pensador de besteira, vou tirar uma foto pra registrar o momento.

domingo, agosto 01, 2004

domingo à noite

Horário oficial da pizza.

Pelo menos em SP.

você acha que sabe dirigir?

Então prove: Faça só essa baliza.
---
the offspring - self esteem

achei...

mas não vou transcrever o texto todo.

Tá aqui o link pro arquivo.

Atualizando o texto: não sou mais assinante UOL. Minha rede agora funciona com um servidor Celeron 1.0 ghz, uma estação também Celeron, mas 1.6ghz e o meu, um Pentium 4 2.0ghz.

E em breve não serei mais assinante speedy, também. Tá me dando no saco essa história de novo speedy e coisa e tal. O Thom assinou o 450 e diz que é bom, mas vou verificar o Virtua e o Ajato, também. Mas só quando eu mudar, não vale a pena fazer tudo isso agora.

primórdios da internet

Eu vivi isso, pessoal.

E até já escrevi coisa parecida aqui, um dia talvez republique. É da época que eu tinha criatividade pra escrever, nem que fosse um monte de merda, nesse blog.

engraçadíssimo

O Nemo estava passeando pelo oceano, quando avistou um amigo de longa data e exclamou: "FALA TRUTA!"


entenderam? Nemo, peixe, truta...

quinta-feira, julho 29, 2004

da BBC Brasil

Cientistas descobrem a fórmula matemática do sono.

Comigo deu certo.

terça-feira, julho 27, 2004

downloads

Tô gostando desse negócio de BitTorrent. Já baixei várias ROMs pra Genesis e Nintendo 64. Agora tô baixando o GP4 e o F1 Challenge. Aqui diz que faltam 34 horas pro primeiro e 86 pro segundo, vamos ver.

domingo, julho 25, 2004

Clarim: "Argentina se quedó con las manos vacías"

Sou obrigado a concordar com o Galvão Bueno: ganhar é sempre bom, mas ganhar da Argentina é muito melhor!

sexta-feira, julho 23, 2004

ópera do malandro

"- Teresinha, minha filha, em novelas é muito bonito duas pessoas que se amam se casarem... MAS NÃO NA VIDA REAL! Na vida real, quando você ama alguém, VOCÊ NÃO CASA COM ELE! VOCÊ CASA COM QUALQUER OUTRO, MENOS ELE! Ninguém agüenta os defeitos da pessoa amada por mais de um fim de semana. A gente só perdoa os erros de quem a gente não ama. Veja eu e seu pai, por exemplo."

MUITO FODA!

quinta-feira, julho 22, 2004

e hoje: teatro!

Sim, finalmente vou ver a Ópera do Malandro! Vamos eu, o Thom e o Paulo.

Vou ligar lá pra ver se tem ingresso, ainda...

quarta-feira, julho 21, 2004

rodízio...

Pois é, pessoal, hoje eu só saio daqui às 20h. Esqueci de trocar o carro e aí me fodi. Tô à toa desde as 17h.

---
Duran Duran - Ordinary World

segunda-feira, julho 19, 2004

pra você que quer se livrar da Microsoft

Aqui vai uma página que comenta todas as opções à Microsoft do mercado: Clique aqui.

mozilla rules!

Já que não deu certo usar o Linux, instalei o Mozilla Firefox e o Thunderbird, substituindo o Microsoft Internet Explorer e o Outlook Express. O Firefox não perde nada pro IE e ainda é mais rápido. Já o Thunderbird dá de 10 a zero no Outlook Express. A sua maneira de lidar com spams é extremamente mais avançada e mais eficaz.

Tentem, não custa nada. Cliquem aqui e baixem o Firefox e o Thunderbird. Ou baixem o Mozilla que já vem com cliente de e-mail. Ou sei lá, não baixem, vivemos num país livre.

sábado, julho 17, 2004

novidades

Pois é, ontem eu tomei a terceira e última dose da vacina pra hepatite-B.

Era pra eu ter tomado em 98, mas antes tarde do que nunca, né?

sexta-feira, julho 16, 2004

terça-feira, julho 13, 2004

que ótimo

Meu pai bateu de ré no meu carro na garagem. Amassou a placa da frente com o engate. E não foi um amassinho, não, foi um puta amassão! E, pra piorar, ele tentou puxar meu carro mais pra trás e enfiou o para choque traseiro na parede. E eu lavei o carro ontem!

Não, só podia acontecer comigo, mesmo.

Melhor eu almoçar e ir trabalhar, que eu ganho mais.

Simbolicamente, pois eu não sou remunerado.

segunda-feira, julho 12, 2004

domingo, julho 11, 2004

opa, e ae.

vocês me desculpem pelo sumiço, fui viajar na minha semana de férias.

amanhã, back to work.

sexta-feira, julho 02, 2004

One World Orgasm - International Orgasm Day 2004

One World Orgasm - International Orgasm Day 2004

Dia 8 de agosto, meu aniversário.

Roubar beijo não é crime, decidem jurados

"Um júri de Coeur d'Alene, em Idaho, Estados Unidos, decidiu que 'roubar' um beijo não é crime. Um técnico em computação que beijou uma cliente na casa dela, Stevem Allen Moyer, de 40 anos, tinha sido acusado por isso. Ele alegou que a cliente parecia solitária. O júri, composto de cinco homens e uma mulher, levou 90 minutos para deicidir. (AP)"

O ESTADO DE SÃO PAULO, Cidades, 02.07.2004, p.C8

quarta-feira, junho 30, 2004

opa

não morri, não.

Talvez eu vá pra Toque Toque Pequeno semana que vem. Talvez não. Depende da Junior, que é minha prioridade.

Mas pra Paraíso eu vou na última semana de julho com certeza.

Comprei o CD Romântico Sertanejo hoje. Tem "convite de casamento". Procurei o Weezer (verde) mas não achei. Talvez um outro dia eu ache.
Ah, comprei também o CD Classic Metal. Bem legal pra ouvir no trânsito.

sexta-feira, junho 25, 2004

oportunidade perdida

Po, os papéis da Gol subiram 5% no 1o dia de negociações na Bovespa e eu perdi a oportunidade de ganhar porque ESQUECI de reservar um lote de ações a tempo.

Puta que pariu.

domingo, junho 20, 2004

ahá!

AQUI qualquer um pode ter uma visão do que significa o filme.

Muito legal!

"Hal, open the door"

Finalmente assisti ao filme 2001: Uma odisséia no espaço, de Stanley Kubrick. Comprei o DVD já faz mais de um mês, mas não tinha tido tempo ainda de assistir.

O problema é que eu não entendi direito a história do filme... principalmente depois da desativação da memória do Hal 9000.

Talvez revendo eu consiga captar algo mais desse filme. Com Laranja Mecânica também foi assim, mas eu consegui entender o que se passou já na primeira vez que assisti.

sábado, junho 19, 2004

sexagenário

grande Francisco Buarque de Hollanda!

Pra comemorar, vou ouvir muito samba hoje. Seja de MPB-4, seja de Chico Buarque, seja de quem for. Desde que eu tenha o CD, porque escutar rádio de pagode pra tentar pegar coisa boa é sacrifício demais.

quarta-feira, junho 16, 2004

pe que pe

se eu falar que foi muito roubado vai ser demagogia futebolística.

mas que foi, foi.

ano que vem tamo lá de novo.

vamo, são paulo

to na casa do Tho vendo o jogo.

vamo, tricolor. a última vez que ganhamos a Libertadores o Rogério Ceni tinha cabelo.

terça-feira, junho 15, 2004

provas finais

amanhã começam.

que venham!

segunda-feira, junho 14, 2004

atras da porta

"Quando olhastes bem nos olhos meus
E o teu olhar era de adeus
Juro que não acreditei
Eu te estranhei
Me debrucei sobre teu corpo e duvidei
E me arrastei e te arranhei
E me agarrei nos teus cabelos
No teu peito
Teu pijama
Nos teus pés
Ao pé da cama
Sem carinho, sem coberta
No tapete atrás da porta
Reclamei baixinho...

Dei pra maldizer o nosso lar
Pra sujar teu nome, te humilhar
E me vingar a qualquer preço
Te adorando pelo avesso
Pra mostrar que ainda sou tua
Só pra provar que 'inda sou tua ..."

domingo, junho 06, 2004

show ontem

Foi médio. É uma pena, nem o credicard hall suporta mais a proporção que tomou o sucesso dessa banda. O som estava horrível lá onde eu estava, lotou demais a casa, entre outras coisas.

é, no próximo eu vou decidir entre três opções:

1) Chego na hora do show e só assisto lá de trás, como o Yuri faz;

2) Vou de camarote, pago mais caro, mas vejo tudo e escuto tudo, sem empurra-empurra;

3) Não vou, como o Allan fez. O show é quase sempre igual e eu já vi mais de três vezes.

É a idade chegando ou o bom senso falando mais alto?

Não sei, mas tá decidido e não volto atras.

sábado, maio 29, 2004

tombado!

Ouvi na Rádio Eldorado hoje que bairros como o Sumaré, Vila Mariana e Jaguaré foram tombados.

Saiu no jornalzinho do bairro, também. O que significa que onde eu moro é considerado pela prefeitura Jaguaré. Mas reitero que o Jaguaré termina a pelo menos 500 metros da minha casa. Tem inclusive uma placa lá falando onde começa o Jaguaré. Bom, eles, que são brancos, que se entendam, não é, Zeca Pagodinho?

É bom, já estava ficando demais a quantidade de empreendimentos imobiliários por aqui. O trânsito de manhã já piorou demais nos últimos 5 anos. Ano passado, mesmo, eu saía de casa às 7:20 e chegava na faculdade às 7:40. Hoje, se eu saio no mesmo horário, não chego antes das 8:30. Parte da responsabilidade desse trânsito é devida às obras, mas antes mesmo de bloquearem parte da Rebouças já era bem ruim. Espero que, quando terminadas, essas obras tenham um belo reflexo aqui na região oeste. O metrô já começou a ser construído e tem previsão pra 2006. Vamos ver se vão cumprir o prazo...

sexta-feira, maio 28, 2004

fim de semana, finalmente!

Amanhã tem show da minha banda no Tribehouse, à partir das 15:00, R$ 6,00.

É um festival, vale prêmio e coisa e tal. Quem puder, vá.

segunda-feira, maio 24, 2004

agonia...

de repente, não mais que de repente.

não está ao meu alcance.

sábado, maio 22, 2004

baladinha de sábado à tarde...

O PRIMT tá tomando forma e parece que vai dar pra entregar a tempo...

mas é foda ficar três dias seguidos aqui escrevendo, reescrevendo e montando o quebra-cabeça de acordo com o roteiro.

Ainda estou na faculdade.

Quem rir apanha.

a saga continua...

Sábado de manhã na faculdade, de novo.

Tá andando, falta muita coisa ainda, mas até segunda a gente termina.

Pelo menos já conseguimos fazer o professor aceitar o trabalho à noite.

sexta-feira, maio 21, 2004

PRIMT

É, galera, plena sexta feira, 22:15, e estamos eu, a Rita, o Alejandro e o Leonardo na sala de estudos da faculdade fazendo o mardito e tão conhecido por todos PRIMT.

Eventualmente, subimos até o andar da empresa (já fechada e deserta) pra pegar uns chocolates quentes ou uns capuccinos.

Falta muito pra terminar, mas devagar se vai ao longe.

O problema é que tem que entregar na segunda feira. Merda.

deixando de ser mr.magoo

Pois é, pessoal, agora eu vou finalmente ter de volta um par de óculos que sejam do meu grau certo!

Perdi meus óculos há cerca de duas semanas e só consegui marcar oftalmologista pelo convênio pra hoje às 14:30.

Ótimo, não aguento mais andar com os óculos do meu pai. São muito fracos.

Agora, preciso escolher uma armação legal. Penso em uma estilo ray-ban, bem anos 70. Que acham?

terça-feira, maio 18, 2004

elefantes em casa

Hoje, no espanhol, a gente teve que descrever a casa dos nossos sonhos. Falar quantos quartos deve ter, quantos andares, banheiros, piscina, lareira, essas coisas. Lembrei na hora da casa dos sonhos de Bobby Generic.

Lembram-se? Era grande, tinha muitos quartos, etc... mas a peculiaridade da casa é que tinha um quarto com um elefante. Isso eu nunca esqueci, foi uma idéia muito boa. E eu falei lá no espanhol que eu queria um quarto com um elefante. Fui incompreendido, claro, todos acharam que era piada. Mas não, é sério. Ter um elefante é um sonho infantil muito legal.

Já pensou? Entrar em um quarto e ver aquele gigante inofensivo, comendo seus amendoins com casca e fazendo palhaçadas num banquinho igual ao de um circo? Puxa, é o sonho circense tornado realidade!

É claro, tem os incovenientes. Como já disse o grande poeta Dinho, "Imagine o tamanho que é o pinto de um elefante". E imagine a quantidade de urina que sai. Fora isso, imagine também o tamanho da bosta do elefante. Se cai na cabeça de um, mata. Nossa, ia ter que colocar uma tropa lá pra cuidar do elefante.

E a alimentação? Toneladas de amendoim, água, e sei lá o que diabo mais um elefante come. E a dedetização permanente... (ninguém iria querer que um rato fizesse o elefante sair em disparada derrubando paredes como no filme Jumanji, né?).

Fora os problemas com o IBAMA. Aquele bicho preso num quarto, sem poder sair e passear, essas coisas... Imagino quando ele chegasse perto da morte e começasse a querer migrar pro famoso cemitério de elefantes... é, daria problema tanto pro elefante quanto pra gente.

Acho que foi num filme que eu vi... o cara tinha um vizinho que criava dois elefantes. Mas não lembro o que acontece, parece que a casa cai e os elefantes fogem, sei lá... ou o cara vai preso. Enfim, algo assim.

Mas tem a parte boa, também. Elefantes são grandes, robustos, bonitos. Devem ser dóceis (nunca cheguei perto de um, mas pela amostragem que eu tenho em circos...) e fáceis de se treinar. São um ótimo investimento, tanto para procriar quanto para usar como meio de transporte. São um amuleto vivo. Elefantes são sagrados para os hindus, né? Então.

Mas mesmo assim os custos de se ter um elefante só pra ficar num quarto são maiores do que os benefícios, né?

É, Bobby Generic, seu sonho de ter um elefante em casa é tentador, mas, se analisado a fundo, não passa de um sonho, mesmo. Elefantes dão trabalho. Ainda mais num quarto.

Acho que é melhor ter hamsters.

E eu já não lhes contei a história dos meus hamsters? Acho que não, né... bem, um outro dia eu conto.

E falando em Los Hermanos...

A banda será a única brasileira a tocar em Lisboa no Festival Super Bock Super Rock.

Nunca tinha ouvido falar desse festival, mas a notícia diz que é fodão.

Hooray!

Finalmente essa banda tem o que merece!

los hermanos no credicard hall

Fui lá comprar meu ingresso hoje.

Puta frio, mas fui lá. Aproveitei e paguei o estacionamento pra poder usar no dia do show. Lá é fogo de estacionar.

Enfim, amanhã tem jogaço da Libertadores lá no Morumbi. Não fui no aikido ontem nem vou amanhã, então vou hoje. Agora, aliás.

Té mais.

segunda-feira, maio 17, 2004

comentários restritos

E não é que esses comentários do Blogger só são disponibilizados pra quem tem conta no próprio?

É uma bela estratégia.

E é bom pra diminuir o número de bligs e globlogs por aí. O Blogger tem um serviço muito melhor.

Graças, mais uma vez, a São Google.

começando a dar resultado

Hoje é o primeiro dia que eu me sinto parte da Júnior Trevisan Consultores.

Haverá um curso de mercado de capitais só para membros e eu vou participar. Logo mais, às 16h.

Ouvi por aí que em breve vão fechar mais projetos. Aí eu vou começar a trabalhar lá mesmo. Por enquanto, só as usuais aulinhas de Excel para alunos de algumas ONGs.

domingo, maio 16, 2004

"OLE"

O jogo foi sofrido e o time se mostrou sem objetividade. O Cuca tava furioso depois do jogo, deu até medo.

Mas quem se importa com Brasileiro? O negócio é a Libertadores, mesmo.

Vencendo a Libertadores, o que vier é lucro.

---

Mas presumo que ninguém veio aqui atrás de futebol, né? Aliás, ninguém veio aqui atrás de alguma coisa. Ou veio?

Queria saber porque diabos alguém tem motivo pra escrever um blog. E porque diabos alguém tem motivo pra ler um blog. Mas isso é assunto pra um outro post em um outro dia.

testando...

Dizem que dá pra postar por e-mail. Vamos ver se funciona mesmo.

Se vocês estão lendo esse post, é porque dá mesmo.

Será que finalmente vou poder postar da faculdade quando a internet
estiver fechada??

I power blogger

Estudando administração, pequenas coisas como a mudança no texto do ícone do Blogger já diz muita coisa. Antigamente, o que estava escrito era "Powered by Blogger", ou seja, esse blog depende do Blogger e quem dá poder a ele é o todo-poderoso Blogger.com.

Na última reformulação, o texto passou a ser "I power Blogger", algo como "Blogger powered by me". Eles mudaram a posição "Bloggercentrista". A nova visão é que o Blogger.com só existe por causa deste blog e de tantos outros. É, de fato, uma correta percepção da realidade. Ao perceber novas ferramentas pra fazer blogs por aí, o Blogger (leia-se "Google") não quis perder sua "clientela" para a concorrência. Aliás, essa é uma característica visível em todas as marcas do Google. O Orkut, por exemplo, faz seus membros se sentirem especiais, pois só entram se forem indicados por antigos membros. O Gmail, e-mail ilimitado do Google, é outro exemplo.

Muita gente teve medo da notícia da compra do Blogger pelo Google Inc. Que bom que esses pessimistas estavam errados. O serviço melhorou mais de 100% desde a transação. Agora até comentários o Blogger provê! Que maravilha!

nostalgia:

é isso que define a mudança.

A gota d'água foi ter encontrado o professor Ricardo na padaria perto da faculdade na quinta feira.

Me arrependo de não ter entrado na PUC em biologia, mas não me arrependo de ter entrado na Trevisan em Administração. É uma situação complicada. A dúvida do "e se eu tivesse feito biologia?" não sai da cabeça.

Mas não se preocupe, professor. Eu sou um futuro biólogo. Mesmo que eu faça depois de velho, farei. Nem que seja em uma faculdadezinha bunda por aí. O importante é o interesse e a motivação. E isso eu sempre vou ter de sobra.

Por enquanto, o mais certo é seguir no rumo em que estou: Administração de Empresas. É uma faculdade completa, que me abre um leque imenso de possibilidades de atuação. Com certeza acabarei na área de biológicas. Inconscientemente, meu caminho segue a biologia.

---

humm.. relendo, até eu fiquei confuso. Enfim, é isso.

sábado, maio 15, 2004

Novo visual.

Mudar, às vezes, é bom. Mesmo que para templates prontos do blogger.
hoje: pescaria em alto mar.

não sei porque tenho a impressão de que meu quarto tá balançando igual ao barquinho.

Aliás, que barquinho. Mais parecia um barquinho de papel numa tempestade. Como mexia aquela coisa! Meu pai começou a vomitar quando saímos do canal, às 9 da manhã, e só parou agora há pouco. Puta que pariu, que programa de índio.

Mas valeu a intenção. Trouxemos uns 15 peixinhos pra casa.

Deixa eu ir dormir antes que eu caia nesse suingue que meu quarto resolveu adotar.

quarta-feira, maio 12, 2004

Hi hi hi little droogies.

Entrei pra júnior, finalmente. É uma pena que ainda não tenho o que fazer lá, mas em breve terei.

Isso explica meu sumiço?

E alguém por favor explique minha fascinação repentina e reincidente por Laranja Mecânica! Cara, que FODA!

segunda-feira, maio 03, 2004

pss...

- quem coxixa, o rabo espicha
- quem reclama, o rabo inflama
- quem retruca, o rabo encurta

e você? como continuaria a série?

quinta-feira, abril 29, 2004


"...O ser humano é dotado de vontade. E pode usá-la para escolher entre o bem e o mal. Se só pode fazer o bem, ou só pode fazer o mal, é uma laranja mecânica: significa que tem aparência de um organismo adorável, com cor e suco, mas que na realidade é um brinquedo mecânico para ser manipulado por Deus ou pelo Diabo ou (que o está substituindo cada vez mais) o Todo-poderoso Estado. É tão inumano ser totalmente bom quanto totalmente mau. O importante é a escolha moral. O mau tem que existir junto com o bem, de modo que a escolha moral possa existir."

terça-feira, abril 27, 2004

Tinha me esquecido da existência dessa banda. Aí, entrei no site da academia central de aikido da Bahia e vi o flyer deles lá. Fui ver do que se tratava e reencontrei esses caras! O praticante de aikido da banda é o vocalista, Bruno Marques.

Lembram deles? Eles tocavam bastante em rádios daqui lá pra 2000. A música que estorou deles aqui em SP foi Transeira ("não se esqueça de me procurar, resolver um caso seeeeeu..."). É bem legal e eu vou procurar mais coisas dessa banda. Coisas mais recentes.

Eu fui num show deles em 2000, eu acho... Foi num clube (acho que Hebraica, não lembro), promovido pela Brasil 2000 e foi no dia mundial do rock (13 de julho). Tocou até Rumbora e CPM 22 nesse show, além de Super Fly e mais umas 4 bandas. Pô, foi legal. Tinha que tem mais desses showzões.

sábado, abril 24, 2004

É mesmo, né? Essa música do Chico Buarque fala sobre o orgasmo.

Pô, genial!
acho que vou dar uma lida nos meus arquivos e ver como eu conseguia postar todos os dias a todos os momentos... eu simplesmente não tenho assunto pra por aqui!

Me ajudem, vai!
Pô, hoje eu fiz uma coisa que eu nunca pensei que faria: fui numa feijoada com pagode. E gostei!

Foi lá na Deputado Lacerda Franco, travessa da Inácio Pereira da Rocha. Foi legal, tinha cerveja Itaipava.

Comi bem!

skol beats é o c******

Esse foi o último grande festival da Skol de respeito.

The Vandals, Bad Religion e The Offspring foi uma combinação incrível, que nunca mais será igualada, devido à morte precoce do Skol Rock.

É uma pena.

sexta-feira, abril 23, 2004

quarta-feira, abril 21, 2004

E não é que o meu fotolog tá no ar de novo?

Confiram!

terça-feira, abril 20, 2004

..:: CDs ::..

Essa semana comprei três CDs.

O primeiro deles: "Gol de quem?" - Pato Fu.
Em uma palavra: estranho. Mas muito legal. Gostei. Destaque para a música "vida imbecil", muito divertida.

O segundo: (esse o Tho vai gostar de saber): "Live aus Berlin" - Rammstein.
Em uma palavra: pesado. Não ando com cabeça pra escutar som assim, mas tenho certeza de que um dia que eu tiver mais roqueiro eu vou gostar de ouvir.

E o último: "Elephant" - White Stripes
Em uma palavra: novidade! Pra mim é novidade. Eu tô entrando em contato com o som deles só agora e por enquanto eu tô gostando.

CDs que eu PRECISO comprar (seja pra conhecer a banda, seja porque eu gosto mesmo e só não tenho por sei lá o que)
- Is this it? - Strokes
- Um bão do Weezer (ainda preciso pesquisar)
- Mais um do Pato Fu (me falaram que o Ruído Rosa é o melhor)
- algum CD que tenha as clássicas do videokê brasileiro, como:
Convite de Casamento (Gian e Giovani) (lembra, Bá? rs)
A volta do Boêmio (não sei de quem é)
Chitãozinho e Xororó; Leandro e Leonardo e outras duplas;
e outras mais que sempre cantam em videokê. Só não quero Eduardo e Mônica, porque essa já deu.

Quando se está dirigindo e indo pra faculdade de manhã e se pega AQUELE trânsito, a melhor coisa a fazer é escutar música variada. Não necessariamente boa, mas variar faz bem pra manter a sanidade mental. Sertanejo é bão de vez em quando pra matar a vontade de cantar coisas ridículas sem parecer assim. Sei lá, eu gosto de Convite de Casamento. Tem uma melodia legal, até um balancinho e talz.

Se bobear compro até o da Kelly Key. Que é? Até o Marcelo Camelo, dos Los Hermanos, gosta do "balanço", porque eu não poderia gostar?

segunda-feira, abril 19, 2004

Mário tinha uma galinha chamada Mirela.

Como ele gostava da Mirela... dava comida pra ela na mão todos os dias.

Mas Mirela um dia virou galeto, e Mário passou a gostar ainda mais de Mirela. Mas agora gosta não só dela, mas de toda sua família e espécie.

Cara esperto, esse Mário.
Nada pra fazer. Não fui pra faculdade hoje e não irei amanhã, também. Quarta é feriado. Só tem aikido às 19:30 e eu não sei o que fazer pra que o tempo passe.

Preciso conseguir um estágio... mas tá foda. Acho que vou ter que apelar pras indicações, porque com meus próprios méritos tá difícil. E agora essa nova lei de estágios que está em trâmite vai foder tudo mais ainda... Claro que vai ser melhor trabalhar menos por dia e ter um mínimo a receber, além de férias e talz... mas isso vai reduzir consideravelmente o número de vagas... e é capaz que nos façam trabalhar no fim de semana pra compensar.

Enfim, a procura continua. Por enquanto sem pistolão. No quarto semestre, se não rolar MESMO, eu apelo pro QI.

sábado, abril 17, 2004

Hoje vou ao "Circo Espacial". Faz tempo que não vou a algum circo.

sexta-feira, abril 16, 2004

..:: nem tudo que reluz é ouro... ::..

João era um cara normal. Gente boa, boa pinta. Tinha jeito com mulheres. Um dia conheceu uma guria que lhe floriu o caminho. Decidiu que com ela iria se casar. João vivia feliz com a perspectiva da vida a dois...

Até que descobriu que a mulher que ele amava era um homem...

Ah, João, que decepção.

quinta-feira, abril 15, 2004

finalmente: um show!

Show com: ATONA; RANCORE; LIVE REEF; NONSENCE; SAN CUERVO; FORA DE FOCO e ÉTERNAMENTE.

AMANHÃ, 16.04.2004

TRIBE HOUSE - R. HENRIQUE SCHAUMAMN, 517
À PARTIR DAS 19:30H

PREÇO: r$ 7,00 NA PORTA
r$ 5,00 ANTECIPADO

..:: o gato e o gordo miguel ::..

Miguel andava tranqüilamente pela rua, quando um gato passou a segui-lo. O rapaz não se importou a um primeiro momento, visto que o gato parecia inofensivo e cheio de boas intenções. Mas a coisa mudou de figura quando o gato começou a crescer e ficar cada vez mais feio. Miguel, o gordo Miguel, perguntou ao gato se havia algo que ele podia fazer para parar com aquilo, mas o gato só respondeu que nada havia a ser feito, que queria pegá-lo para fazer um churrasco.

Miguel ainda tentou correr, mas devido ao seu peso, não obteve sucesso. Naquele fim de semana, a família do gato se deliciou com a carne macia e abundante do gordo Miguel.

terça-feira, abril 13, 2004

Era o protetor de cárter, não o escapamento.

Lembram daquele barulho que tinha no meu carro? Então, era o protetor de cárter que pegava no câmbio. Já tá tudo arrumado, carro zero de novo. Alias, zero não, mas tá novinho. Só falta trocar uma calota que tá toda arranhada... mas isso é baratinho.

segunda-feira, abril 12, 2004

seqüelas da páscoa na pascuela

é bixo, chocolate, bacalhau, praia, surfe depois de 1 ano parado, e, no domingo, pra completar, uma leitoa à pururuca.

Caralho, muito foda!

terça-feira, abril 06, 2004

..:: é grande, mas se você tentar, você consegue!* ::..

Não me canso de ler as palavras de Sérgio Faria. Esse grande catarrento, que contribuiu com 50% da motivação pra criar esse blog (os outros 50% são mérito do Cocadaboa), mais de 2 anos atrás, acaba de postar uma pérola que merece ser transcrita em sua
íntegra:

Uns e outros ficam por aí questionando a existência de Deus. Ora, se o Grande Fodão não existe, quem foi que desenhou e instalou essa coisinha tão maravilhosa entre as coxas da mulher? A bucetinha. Quem? Você acha que o Philippe-Starck ia desenhar uma belezinha tão delicada? É, eu estou falando da estética das perseguidas. Se o autor não fosse Deus, esse designer reconhecidamente perfeccionista, a buceta seria um mero orifício cumpridor de suas funções práticas e deixa pra lá, não se fala mais nela. Mas não. Bucetinhas são como flores. Inclusive desabrocham [se bem que tem umas que broxam, mas são exceções]. Eu conheço a bucetinha de uma loira que poderia estar na vitrine de uma floricultura. Não a loira, a bucetinha, me entenda. É uma obra de arte cor-de-rosa, num tom que você pode desistir aí de procurar na palete de cores do fotoxópe porque não tem. Suas pétalas são delicadas e sensíveis, mas só se abrem se forem com a sua cara. Não adianta ir chegando assim como se fosse o Maluf no dinheiro público. E todo o conjunto começa nos pelinhos, é preciso beijá-los sem pressa até chegar ao botãozinho mágico de nome curioso, o clitóris, merecedor de algumas linhas à parte. Ali não se vai botando o dedo como se fosse a campainha do prédio. Particularmente esse clitóris que eu conheço – e que talvez até esteja me lendo, como vai, tudo bem? – gosta de ser despertado com a parte mais macia, molhada, quente e autônoma do meu corpo. Errou, pau não tem autonomia. É a ponta da língua. Que aprendeu seu papel e trata de circundar [atenção, judeus, não é circuncidar!] o clitóris com movimentos a princípio suaves, depois um tantinho mais intensos, tocando sem-querer-querendo na pele tênue que o recobre. Quando o clitóris acorda, por sinal nem um pouco sonolento, aí sim pode ser lambido, beijado e até chupado diretamente. Tudo isso com a máxima suavidade. Ele é mimado, tem seus melindres, precisa ser compreendido. Senão perde a sensibilidade. Parece coisa de viado, mas é assim, fazer o quê? Bom, a esta altura essa bucetinha que eu conheço já está molhada, meladinha, suas pétalas dispostas a se abrir – eu diria até com uma certa urgência. Então a língua deixa de frescuras, percorre a flor inteira em movimentos nervosos e mergulha no alagamento de néctar que já se formou na principal via de acesso local, sem que a prefeitura tome qualquer providência. Essa preciosidade não se saboreia apenas com a língua, orgão que só registra os quatro paladares básicos. O nariz toma parte na embriaguês, e então se descobre porque o néctar era chamado bebida dos deuses. Só tem um porém. Nunca me esqueço que essa bucetinha tem dona – e que dona –, e eu não posso passar a vida inteira ali, ainda que esteja lhe acariciando os seios com o que me sobra de lucidez, coordenação motora e, claro, mão. Essa loira que eu conheço é maravilhosamente orgásmica, e capaz de me dar uma chave de coxa se eu ficar muito tempo a passeio curtindo flor. Ela está com um homem na cama, não uma abelha ou um botânico. Mas você tem imaginação. Não preciso discorrer sobre a penetração, os beijos melados de língua, gemidos, mordidas no pescoço, lambidas e chupadas nos bicos de seios cor-de-rosa, carícias nas coxas e na bunda, palavras impublicáveis no ouvido. O que interessa agora é o momento do orgasmo da dona, seus gemidos de gozo, os movimentos de ancas, esse espetáculo que só não estréia na Broadway porque aquilo lá é muito jeca. Eu disse momento, mas são momentos plurais. Sublimes. Loucos. Olhos azuis que reviram. Nem que me emprestassem o Hubble eu saberia dizer pra onde ela viaja, mas sei que volta. E aterrisa relaxando aos pouquinhos, respiração normalizando, frequência cardíaca estável, sinais vitais em harmonia. É a hora do stop. Pára tudo. Abraço imóvel. Acolhimento, aconchego. Proibido tocar nos doces, como diz o cartazete da padaria. Respirar juntos, apenas. Até que a sensibilidade tão intensa se abrande, permitindo pequenos beijos, leves carinhos nos cabelos, os choques elétricos cessem e finalmente ela consinta que as coxas se abram, me deixando voltar à sua flor. Para mais uma vez sentir-lhe o gosto particular e incomparável. Que agora é outro na boca: néctar transformado em mel denso e encorpado, voluptuosa alquimia que engana, parece coisa de fada. Mas que é de foda mesmo. Graças a Deus.
Sergio Faria...5:39 AM


Foda, né? É tão foda que vou transcrevê-la de novo:

Uns e outros ficam por aí questionando a existência de Deus. Ora, se o Grande Fodão não existe, quem foi que desenhou e instalou essa coisinha tão maravilhosa entre as coxas da mulher? A bucetinha. Quem? Você acha que o Philippe-Starck ia desenhar uma belezinha tão delicada? É, eu estou falando da estética das perseguidas. Se o autor não fosse Deus, esse designer reconhecidamente perfeccionista, a buceta seria um mero orifício cumpridor de suas funções práticas e deixa pra lá, não se fala mais nela. Mas não. Bucetinhas são como flores. Inclusive desabrocham [se bem que tem umas que broxam, mas são exceções]. Eu conheço a bucetinha de uma loira que poderia estar na vitrine de uma floricultura. Não a loira, a bucetinha, me entenda. É uma obra de arte cor-de-rosa, num tom que você pode desistir aí de procurar na palete de cores do fotoxópe porque não tem. Suas pétalas são delicadas e sensíveis, mas só se abrem se forem com a sua cara. Não adianta ir chegando assim como se fosse o Maluf no dinheiro público. E todo o conjunto começa nos pelinhos, é preciso beijá-los sem pressa até chegar ao botãozinho mágico de nome curioso, o clitóris, merecedor de algumas linhas à parte. Ali não se vai botando o dedo como se fosse a campainha do prédio. Particularmente esse clitóris que eu conheço – e que talvez até esteja me lendo, como vai, tudo bem? – gosta de ser despertado com a parte mais macia, molhada, quente e autônoma do meu corpo. Errou, pau não tem autonomia. É a ponta da língua. Que aprendeu seu papel e trata de circundar [atenção, judeus, não é circuncidar!] o clitóris com movimentos a princípio suaves, depois um tantinho mais intensos, tocando sem-querer-querendo na pele tênue que o recobre. Quando o clitóris acorda, por sinal nem um pouco sonolento, aí sim pode ser lambido, beijado e até chupado diretamente. Tudo isso com a máxima suavidade. Ele é mimado, tem seus melindres, precisa ser compreendido. Senão perde a sensibilidade. Parece coisa de viado, mas é assim, fazer o quê? Bom, a esta altura essa bucetinha que eu conheço já está molhada, meladinha, suas pétalas dispostas a se abrir – eu diria até com uma certa urgência. Então a língua deixa de frescuras, percorre a flor inteira em movimentos nervosos e mergulha no alagamento de néctar que já se formou na principal via de acesso local, sem que a prefeitura tome qualquer providência. Essa preciosidade não se saboreia apenas com a língua, orgão que só registra os quatro paladares básicos. O nariz toma parte na embriaguês, e então se descobre porque o néctar era chamado bebida dos deuses. Só tem um porém. Nunca me esqueço que essa bucetinha tem dona – e que dona –, e eu não posso passar a vida inteira ali, ainda que esteja lhe acariciando os seios com o que me sobra de lucidez, coordenação motora e, claro, mão. Essa loira que eu conheço é maravilhosamente orgásmica, e capaz de me dar uma chave de coxa se eu ficar muito tempo a passeio curtindo flor. Ela está com um homem na cama, não uma abelha ou um botânico. Mas você tem imaginação. Não preciso discorrer sobre a penetração, os beijos melados de língua, gemidos, mordidas no pescoço, lambidas e chupadas nos bicos de seios cor-de-rosa, carícias nas coxas e na bunda, palavras impublicáveis no ouvido. O que interessa agora é o momento do orgasmo da dona, seus gemidos de gozo, os movimentos de ancas, esse espetáculo que só não estréia na Broadway porque aquilo lá é muito jeca. Eu disse momento, mas são momentos plurais. Sublimes. Loucos. Olhos azuis que reviram. Nem que me emprestassem o Hubble eu saberia dizer pra onde ela viaja, mas sei que volta. E aterrisa relaxando aos pouquinhos, respiração normalizando, frequência cardíaca estável, sinais vitais em harmonia. É a hora do stop. Pára tudo. Abraço imóvel. Acolhimento, aconchego. Proibido tocar nos doces, como diz o cartazete da padaria. Respirar juntos, apenas. Até que a sensibilidade tão intensa se abrande, permitindo pequenos beijos, leves carinhos nos cabelos, os choques elétricos cessem e finalmente ela consinta que as coxas se abram, me deixando voltar à sua flor. Para mais uma vez sentir-lhe o gosto particular e incomparável. Que agora é outro na boca: néctar transformado em mel denso e encorpado, voluptuosa alquimia que engana, parece coisa de fada. Mas que é de foda mesmo. Graças a Deus.
Sergio Faria...5:39 AM


Foda. Muito foda. Literalmente.

---
* - O post é grande, seu sujo!

segunda-feira, abril 05, 2004

tô lá
Lembram-se disso?
Aeronave faz pouso forçado em avenida de SP e danifica prédio - 01/04/2004

Então. Felipe Matos Canto, 17, é baixista da banda éternamente. Eu sou baterista da mesma banda.

domingo, abril 04, 2004

..:: morumbi século xxi ::..

Nossa, fazia tanto tempo que eu não ia pro São Paulo que ontem eu até me assustei.

Fui lá pra acompanhar as eleições e, claro, torcer pela chapa amarela e pela permanência de Marcelo Portugal Gouveia.

O susto foi pelo seguinte: desde que eu me dou por gente, aquele clube mudou pouquíssimo. O máximo que fizeram foi na administração Casal de Rey, que fez as piscinas aquecidas. Eu entrei lá ontem e simplesmente não reconheci. Tem um campo de futebol society com grama sintética onde antes era uma quadra simples de futebol. Ao lado, a quadra de vôlei virou um todo incrementado campo de vôlei de praia.

E não foi só isso, estão reformando o campo social lá de cima, tão colocando uma grama sintética igual ao do estádio do Real Madrid. E isso não é no estádio, é no campo usado pelos sócios, mesmo! Tem uma lanchonete do Habib's onde antes era uma lanchonete careira e suja. Resumindo: é outro clube. E é por isso que eu fico feliz que a chapa amarela tenha continuado no poder. Além do futebol, o clube deve se preocupar com seus sócios. E é a primeira vez que eu vejo uma administração que tem essa preocupação. É quase certa a reeleição do Portugal Gouveia, e quem ganha é o clube.

Pô, com tantas mudanças, me inspirei até pra renovar a minha carteirinha e colocar uma foto nova! Na antiga eu tinha 12 anos. E foi aí que eu vi que nem tudo é modernidade: o sistema usado ainda é o mesmo de 6 anos atrás. O computador usa Windows 3.1.

Enfim, terça feira eu vou lá pra conversar com o responsável pela Lan House do clube (que também é novidade). Se tudo der certo, vou ajudar a implementar os cursos de informática no São Paulo. Tomara que dê certo!

quinta-feira, abril 01, 2004

hum... mas que postzinho mais previsível e fútil esse último, hein?

Dica: baixem o Skype. As conferências de voz dele têm uma qualidade incrível, parece conversa por telefone. Muito foda. Meu nick é a_clockwork_orange (sim, aquele filme do Kubrick), entrem para conversar. Maior legal.

E ESSE BLOG CHEGA AO FIM.

Adeus.


...
dã, primeiro de abril.
É, Tho, eu também sou um loser.

quarta-feira, março 31, 2004

uma adição ao último post: o escapamento do meu carro está solto desde domingo de manhã, fazendo um barulho que dá raiva.

É ou não é uma semana dos infernos?

Só falta o Brasil perder do Paraguai hoje, o que eu não acho muito difícil.

essa semana eu:

- peguei resfriado
- fiquei com torcicolo
- tomei toco
- briguei feio com meus irmãos
- bati o carro

Caralho, pode parar por aqui que mais três dias é capaz de me matar!

sábado, março 27, 2004

Unifesp procura voluntários para pesquisa sobre maconha

Não, bixos-grilos de plantão, não é pra fumar. É um tratamento novo, aí.

Eu, hein. Vocês precisam largar esse vício. (hehe)

sexta-feira, março 26, 2004



Tá decidido. A próxima língua que eu vou aprender será o japonês.

terça-feira, março 23, 2004

Esse fim de semana foi inteiramente dedicado ao Aikido. Na sexta feira, paguei a taxa para ir ao seminário do Fujita Shihan Sensei, que veio do Japão pra dar alguns treinos lá na academia central. No sábado teve o primeiro treino: algumas técnicas básicas para efeito de aperfeiçoamento. Depois do treino, teve entrega de certificados de 5o DAN, e meu Sensei, Yassussi Nagao, recebeu das mãos do próprio Kawai Shihan Sensei, o introdutor do Aikido no Brasil. No domingo de manhã teve treino só para faixas-pretas. Fui assistir. O treino foi baseado na técnica mais básica do aikido: o Shoumen Uti, que é o primeiro movimento que um aikidoista aprende quando inicia na faixa branca. À tarde, teve treino geral. O Aldemar, que é faixa roxa, foi assistir e tirou umas fotos. Como vocês sabem, ele é um exímio fotógrafo e as fotos ficaram ótimas. Algumas escuras, outras tremidas... mas ficou bem artístico, bem... diferente, vamos dizer assim. Enfim, depois do treino, fomos à churrascaria Búfalo Branco. Todos. Inclusive os Senseis. Eu comi pra caramba, só me assustei depois com o preço dos refrigerantes: R$ 2,50 cada. Ontem (segunda feira), teve o último treino e Fujita Sensei passou umas técnicas de torção pró e contra as articulações. Ao final do treino, ele contou um pouco da história do Aikido, uma vez que ele foi aluno do fundador lá no Japão. Depois, mais uma confraternização: na pizzaria Picheluccio, no Bonfiglioli. Lá saiu barato e todo mundo comeu bem. Ali na mesa tinha gente do Japão, Brasil, Peru e Argentina. Pratiquei meu espanhol com uma Sensei peruana e vi que não estou nada mal na língua. Cheguei em casa lá pelas 23h e sofri pra acordar hoje, mas eu gostei muito.

O Aikido entrou no Brasil no meio do século XX, e desde então, teve apenas duas gerações de praticantes. É uma motivação a mais saber que sou a terceira geração da arte. É mais uma motivação saber que nem o próprio Fujita Sensei, da primeira geração, 8o DAN, que treinou com "O Sensei", ainda acha uma técnica de Shigunagui difícil. Faixas brancas ou pretas, todos ainda estamos em processo de aprendizagem.

Não sei porque diabos eu fui aceitar parar o Aikido em 2002. O Aikido é o caminho natural pra todos que querem seguir alguma arte marcial.

sexta-feira, março 19, 2004

Essa semana eu entendi a lógica da metereologia.

Chove quando a gente lava o carro. A incidência é maior quando a gente passa cera e paga mais caro.

quarta-feira, março 17, 2004

Pão com mortadela é o que há.

Sábado tem Fujita Sensei na academia central de aikido. Eu vou. E você?

terça-feira, março 16, 2004

chá de bebê



cada coisa que eu recebo por e-mail, viu...

segunda-feira, março 15, 2004

tô ficando famoso

Ó só eu numa foto do show dos Los Hermanos no site da 89 FM.

hehe... tiraram várias fotos do pessoal da frente, mas só vi essa. Aliás, quem me passou foi o Felipe, guitarrista do Headphones.

domingo, março 14, 2004

Ah é, esqueci de falar! Ontem teve churrasco aqui em casa, em comemoração ao aniversário do meu pai. Foi um dia legal, mas quando a hora de ir pra cama foi se aproximando, fui ficando cada vez mais ligado e com vontade de sair. Foi quando entrei no MSN e esse cara me salvou: me chamou para ir ao /|\ atari club /|\ com ele e uns amigos. Pensei duas vezes, mas pensei em duas vezes iguais de ir: fui sem titubear.

Primeiro, fui até a casa do pai dele, em Moema. Após penar pra descobrir o apartamento, uma vez que não sabia o nome do Patrão, encontrei com ele e fomos no Homer, o carro dele.

O lugar tava lotadaço. Fui com minha camiseta do Johnny Bravo, adoro ela. Hum... que mais posso falar? Ah, a discotecagem era o Kid Vinil e tava tocando uns rockão bem loco. Humm... bem, a concentração de indies por metro quadrado só não era maior do que nos shows dos Los Hermanos que eu fui ano passado e retrasado... humm... Pô, mó legal lá. Não sei avaliar baladas, mas essa foi das poucas que eu gostei. Aliás, acho que foi a primeira balada que eu curti ir que não era barzinho. Mas ainda gosto mais de barzinhos como o Beverly Hills, que também me foi apresentado pelo Thom.

Engraçado, eu tinha várias coisas pra falar do Atari, mas esqueci. Enfim, lá é bem legal.

Na volta, o Thom ainda deu uma volta no meu carro e disse que apaixonou. É, todo mundo apaixona, meu carro é demais. Um dia coloco a foto dele aqui. É um Palio Fire vermelho firenze. O "vermelho firenze" é um "vinho" metido a besta, mas é lindo. Eu tinha planos de mandá-lo pra lavar esse fim de semana, mas choveu. É a lei de murphy dando as caras.

Humm... essa semana tenho prova de Finanças e Matemática Financeira. Pô, finalmente a faculdade começou a falar de administração! O primeiro ano foi terceiro colegial total! Muito foda esse curso!

Ah, é isso. Nossa, finalmente tive inspiração pra postar aqui... fazia tempo, né?
São Paulo vence o Juventus e salva o Corinthians

É isso aí, corinthianos. Agradeçam ao time do São Paulo Futebol Clube por sua permanência na primeira divisão.

Eu fui ao jogo e era pra ter sido uma vitória de mais de 5 gols, se não fosse a displicência do Grafite que, ainda assim, fez dois gols. O Luis Fabiano estava bem marcado pelo jogador adversário (o bandeira), que não o deixava sair sozinho na cara do gol.

Engraçado foi a hora em que anunciaram o gol da Portuguesa Santista e a torcida do São Paulo começou a gritar o nome do time adversário! Eu estava na tribuna de honra do Anacleto Campanella e os cartolas fizeram contagem regressiva pro final do jogo do Corinthians. Foi lindo!

Agora o timeco da Marginal vai ter que nos agradecer até o final do próximo campeonato Paulista.

É a vida, meu rapaz. É a vida.
Hoje tem jogo Juventus x SPFC em São Caetano.

Se o SPFC perder, o Corinthians cai.

Sou são paulino, nada mais lógico: JUVENTUS!!! JUVENTUS!!!

sábado, março 13, 2004

de volta ao estado pierrot

a época Amor e Folia terminou...


de volta à tristeza e melancolia do estado pierrot.

quarta-feira, março 10, 2004

:: Los Hermanos ::

"09 DE MARÇO
Credicard Hall

Devido ao grande sucesso da noite de sábado (que teve os ingressos esgotados na mesma tarde), já agendamos uma nova apresentação em São Paulo: será no Credicard Hall no dia 05 de junho. Assim que os ingressos estiverem à venda, colocaremos aqui no site. Não deixe para comprar na última hora para não correr o risco de ficar de fora."

Bom, hein? Já tava na hora de uma casa grande!!
é a vida, meu rapaz. É a vida.

domingo, março 07, 2004

Ah, e o show foi FODA! Merecendo todas as letras em maiúsculo!

A cada show eles se superam, fazem uma coisa melhor, inventam...

A abertura foi com a banda do Circo Garcia, que tocou marchinhas de carnaval e sambas pra animar o pessoal. Até uma versão de Anna Júlia teve!

E os Los Hermanos finalmente tocaram uma das minhas músicas preferidas: Assim Será. Muito foda, muito foda!

O que deixou a desejar foi a promoção da 89. Eles se ausentaram dos shows da banda desde 2001 e agora querem "fazer as pazes" com a banda e anunciar no rádio. Só que, fazendo isso, muita gente que costumava há tempos chegar cedão no dia do show e comprar o ingresso ficou de fora. Muita gente que nem sabia que Los Hermanos ainda existia tomou o lugar de fãs que sempre marcaram presença, inclusive na época em que eles estavam renegados pela mídia. Eu dei sorte por ter comprado o meu ingresso na quarta. Mas muita gente não teve a mesma sorte.

E o show, que meses atrás eu curtia dançando e pulando, ontem eu curti sendo pressionado na grade sem poder me movimentar. Nem pra jogar confete e serpentina tinha espaço suficiente. Tá na hora da banda começar a tocar em lugares maiores, como o Via Funchal ou o Credicard Hall. O DirecTV ficou pequeno.

sábado, março 06, 2004

Aliás, hoje tem show do LH na Sala Direta de TV e Música. Presença garantida do blogueiro aqui.

Ontem teve shows gratuitos nas fnacs Paulista e Pinheiros. Foram DO CANÁRIO e o show de hoje promete!
Caramba, estava eu tomando banho, tranqüila e calmamente, quando, mudando de estação no rádio, ouço os compassos finais de "Veja Bem Meu Bem", dos Los Hermanos, tocando na Rádio Eldorado - 92,9 FM.

Ta aí, "a rádio dos melhores ouvintes" acaba de ganhar mais um ouvinte dos bons!
---
david bowie - china girl

quinta-feira, março 04, 2004

A Gripe
Dor de cabeça, dor no corpo, tontura, dor de garganta, tosse, espirros, febre de 40 graus.

Que merda... se eu continuar de cama até amanhã eu vou perder os shows gratuitos dos Los Hermanos na fnac...

quarta-feira, março 03, 2004

Alguém aí soube do mais novo filme de terror da praça? Chama-se Pânico na Floresta.

Devem ter se inspirado nos Power Rangers.

segunda-feira, março 01, 2004

E se der cupim na Ilha da Madeira?

Pô, aí fodeu.
---
adoniran barbosa - jabá sintético

domingo, fevereiro 29, 2004

vortei!

É, estou de volta a SP.

...

Ah, eu não tinha avisado que ia sair, né? Então, viajem com esse cara e mais umas 9 pessoas. Foi loco.
Pena que agora estou parecendo uma pimenta: pequeno, vermelho e ardido.

quarta-feira, fevereiro 18, 2004

"<< A Servernoc esta trabalhandop neste momento integrado com investigadores da terceira delegacia de crimes eletrônicos e a direção do HPG no intuito de localizar o usuário de acesso ip 200.97.25.160 e promover sua prisão por invasão e depreciação de propriedade privada e crimes eletônicos, dentro de instantes este site estará novamente no ar com a mais severa política de segurança existente. >>"
isso no photopage.

Lei de Murphy é foda.
as mariposa quando chega o frio fica dando vorta em vorta da lâmpida pra se esquentá. Elas roda, roda, dispois se senta no prato da lâmpida pra descansá.

segunda-feira, fevereiro 16, 2004

Iaiá se eu peco é na vontade
de Ter um amor de verdade
pois é que assim em ti eu me atirei
e fui te encontrar
pra ver que eu me enganei


Depois de ter vivido o óbvio utópico te beijar
E de ter brincado sobre a sinceridade e dizer
Quase tudo quanto fosse natural.
Eu fui praí te ver, te dizer.
Deixa ser como será quando a gente se encontrar.
No pé o céu de um parque a nos testemunhar.
Deixa ser como será eu vou sem me preocupar.
E crer pra ver o quanto eu posso adivinhar

De perto eu não quis ver que toda anunciação era vã
fui saber tão longe mesmo você viu antes de mim.
Que eu te olhando via uma outra mulher.
E agora o que sobrou? Um filme no close pro fim.
Num retrato falado eu
Fichado exposto em diagnóstico.
Especialistas analisam e sentenciam....... (oh não)

Deixa ser como será, tudo posto em seu lugar.
Então tentar prever serviu pra eu me enganar.
Deixa ser como será, eu já posto em meu lugar.
Num continente ao revés, em preto e branco em hotéis,
Numa moldura clara e simples sou aquilo que se vê.

sábado, fevereiro 14, 2004

Ah, e amanhã acaba o horário de verão, né?

Pô, que pena. Eu até que ando gostando de dias mais longos...

..:: dando as caras... ::..

Pois é, estou meio afastado daqui. Mas logo eu volto a escrever como antigamente.

Bom, hoje teve festa de aniversário da minha avó aqui e eu já comecei a minha vida de chofer com a minha carta... é, já era de se esperar... hehe..

Enfim, já to praticamente um piloto. Só que fui pegar um carro sem direção hidráulica hoje e sofri pra fazer uma conversão... é, quando eu ganhar o meu eu vou ter que voltar pra musculação hehe...

Hoje tinha cervejada na faculdade, mas nem deu pra ir.

Ah, eu comecei a gravar "I Will Survive", na versão do Cake. Mas desisti no meio porque tocar sem bateria é chatão. Alguém conhece algum programinha que faz a emulação de uma bateria pra acompanhar?

quinta-feira, fevereiro 12, 2004

..:: ufa! ::..

Finalmente fui dispensado do exército, após comparecer todos os dias dessa semana lá às 7 da manhã. Perdi algumas aulas, mas logo recupero. Semana que vem ainda tenho que ir lá pra pegar meu CAM (certificado de alistamento militar) e depois ir até a junta militar pra pegar meu CDI (certificado de despensa de incorporação).

Cara, foi por pouco!

terça-feira, fevereiro 10, 2004

..:: TROTE! ::..

Eis AQUI as fotos do trote de hoje!

Ficaram ótimas!

..:: trote! ::..

Hoje aplicamos o trote nos bixos de ADM e RI integral. Tava marcado pra amanhã, mas resolvemos antecipar... hehe

Logo as fotos estarão disponíveis aqui, aguardem.

segunda-feira, fevereiro 09, 2004

..:: de volta! ::..

Tô até sem sono de ansiedade pra voltar pra faculdade!

Caralho, eu adoro o que faço!

boa noite, vou tentar dormir!

sábado, fevereiro 07, 2004

..:: agora fodeu! ::..


No verso: "Lentes corretivas obrigatórias"

:: com um pé no acelerador ::

Legal, minha carteira de motorista finalmente chegou na auto escola. Quando meu pai chegar vou lá pra pegar a tão cobiçada permissão para dirigir.

Não me lembro se eu saí bem na foto, mas isso é uma dúvida meio inútil, pois eu SEMPRE saio bem em fotos. Exceto quando é 3x4 pro exército. É verdade, na foto 3x4 pro Exército eu saí que nem o cão... careca, cara de mau e pendente pro lado. Isso mesmo, eu saí torto na foto. A mardita da moça que fotografou nem pra avisar. Enfim, a foto que eu mandei pra auto escola parece que ficou boa... não me lembro.

Reparem: o último parágrafo começou e terminou com a expressão "não me lembro". Será que é sinal da idade?

sexta-feira, fevereiro 06, 2004

Acabaram de pedir Bob Marley na MTV. Eu, definitivamente, não gosto de reggae.

Ah, em poucos minutos passa o Casa da Praia com os Los Hermanos. E amanhã, às 21h, passa o Garagem do Edgard com eles, também.

Pois é, vai começar.

:: "pode ser a gota d'água" ::

São Paulo já pode cantar sem medo de estar equivocado: "deixe em paz meu coração / que ele é um pote até aqui de mágoa. / E qualquer desatenção, faça não, / pode ser a gota d'água". (Chico Buarque)

E chove de novo. Será que o nosso piscinão daqui vai agüentar mais esse temporal que está ameaçando cair?

Estou estranho, não tenho dormido direito. Provavelmente é ansiedade pra começar as aulas da faculdade. Caramba, que tédio...
---
chico buarque - eu te amo

quinta-feira, fevereiro 05, 2004

"Desculpe, no momento nós não podemos aceitar o upload de sua foto.

Embora estejamos trabalhando muito nos upgrades de nossos sistemas para fazer com que eles rodem muito mais rápido e melhor, no momento a capacidade do Fotolog foi excedida. Isso ocorre geralmente durante horários de pico quando o sistema esta extremamente ocupado e quando isso ocorre usuários Gold Camera têm prioridade no upload de fotos e nós desligaremos temporariamente o envio de fotos para Fotologs gratuitos.

Usuários Gold Camera podem enviar fotos a qualquer hora e terão prioridade durante 8am e 11pm EST (GMT -5) - 11:00 da manhã e 2:00 da manhã - horário de Brasília.

Usuários do Fotolog gratuito pode enviar fotos entre 11pm e 8am EST (GMT -5) - 2 da manhã até 11:00 da manhã - horário de Brasília.

Agradecemos sua compreensão e paciência.

Clique aqui e saiba como virar um membro Gold Camera e desfrutar de serviços exclusivos."


Quer saber? Foda-se o fotolog.net, vou procurar outro lugar pra colocar minhas fotos.

Agora posto as fotos AQUI.

quarta-feira, fevereiro 04, 2004

:: sim senhor, senhor ::

Hoje, mais uma vez, fui até Santana participar da seleção complementar para a CPOR. Mais uma vez, fiz o exame médico, odontológico e físico. Mais uma vez, fiz duas entrevistas, uma com um tenente e uma com um comandante. Mais uma vez, falei que não sou voluntário. Mais uma vez, me disseram que iriam me dispensar.

Volto lá segunda feira... vamos ver se, mais uma vez, vão me mandar pra osasco pra definir meu destino...

terça-feira, fevereiro 03, 2004

:: falando em enchentes... ::

Nesta segunda feira, voltou a ocorrer uma coisa que há quase uma década não ocorria: inundou a sede social do SPFC. (veja fotos)

Na década de 90, até meados de 95, enchentes eram algo corriqueiro no clube. Me lembro que eu ficava nos ginásios ou nos campos superiores a manhã inteira, e quando descia, encontrava carros boiando no estacionamento. Já cheguei a ver carros virados de cabeça pra baixo todo enlameados. Por sorte, minha família nunca foi vítima de uma enchente, pois sempre deixávamos o carro longe do estádio. Mas muitos amigos meus já tiveram prejuízos enormes com isso, já que os seguros não cobrem danos causados pelas forças da natureza.

Um dia foi construído um muro em volta da área social, que é esse da terceira foto da galeria de fotos que eu linkei lá no primeiro parágrafo. Neste muro estava escrito algo como "cuidado, área sujeita a inundações". Já vi, depois da construção do muro, muitas enchentes que ficaram restritas à área externa do clube. Subia numa cadeira pra ver por sobre o muro e via a água quase no nível do muro. E a distância do topo do muro até a rua é bem maior que a distância até o chão do interior do clube. Se não fosse o muro, essas fotos não me causariam tanto espanto hoje em dia. Eu pensava que estava seguro contra as enchentes lá dentro.

E não é algo pra se espantar, apesar de tudo. O estádio (e, conseqüentemente, a área social do clube) ficam em uma região de vale. Toda a água que cai na região do Morumbi desce e fica represada ali. Era óbvio que barreiras físicas não suportariam por muito tempo... e se desse um temporal com ventos de 80km/h? Ontem deu. O prejuízo para o clube e seus associados ainda não foi calculado, tamanho foi o estrago. Pelas fotos dá pra se ter uma idéia, mas só quem já viveu uma situação dessa sabe como é ruim.

Tá na hora de acordar. Aqui perto de casa (odeio dizer isso, mas é preciso), antes de o Maluf construir um piscinão no Jaguaré, inundava a cada garoa. O córrego do Rio Pequeno foi canalizado e a Av. Escola Politécnica foi construída, para complementar o projeto. Meu pai morava em uma travessa da Av. Rio Pequeno, antes do piscinão, e sofreu muito com enchentes na região. Cadê as obras de infra-estrutura que São Paulo precisa? Será que precisaremos eleger Maluf de novo pra que ele mostre serviço? É pena que eu esteja considerando-o uma opção para São Paulo... o governo do PT poderia ter se saído melhor. Não é com paradas que São Paulo vai crescer e se desenvolver. É com obras de infra-estrutura, piscinões, mais parques, um sistema público de transporte confiável (como o metrô, mantido pelo Governo do Estado). Na época das últimas eleições municipais eu ainda não votava, mas com certeza eu teria votado na Marta. A dobradinha Maluf-Pitta já tinha feito os estragos que pôde, mas é preciso reconhecer que Maluf faz. Não me sinto confortável ao reconhecer, mas Maluf melhorou muito a minha vida. E é por isso que o "rouba mas faz" é mais tolerável do que o "não faz nada". Não sei nas outras regiões de São Paulo, mas aqui na zona Oeste a Marta não fez nada além de causar trânsito na Faria Lima e na Pedroso de Moraes com projetos inúteis.

Maluf não é a minha primeira opção para as eleições, mas com certeza é uma alternativa a mais quatro anos de estagnação de São Paulo. Espero que alguém do PSDB fique com o cargo, para haver uma cooperação maior com o Governo do Estado, mas não sei se conseguirão concorrer com o candidato mais preparado, mas sim com o que tiver mais apoio dos outros partidos...

Pois é, São Paulo, tu tá fudida. Mas eu te amo mesmo assim.

:: foi por pouco! ::

Enchente atinge até o Morumbi e pára metrô

Porra, o teto do metrô Tatuapé caiu na cabeça dos coitados que esperavam na plataforma!

E pensar que eu estava lá poucas horas antes disso acontecer...

segunda-feira, fevereiro 02, 2004

:: o inferno ainda não se acabou! ::

Pois é, pessoal, ainda tem mais uma fase de seleção no Exército.

Tenho uma chance de ser dispensado da CPOR. Uma vez dispensado, tenho uma chance de ser dispensado do Exército, da Marinha e da Aeronáutica por completo.

Estava até empolgado pra servir, mas já que ainda é evitável, vamos torcer para que tudo corra bem. O pior é que se eu rejeitar a CPOR, é muito grande a chance de eu ir pra uma das três armas... vamos ver, né? Vamos aguardar.

sábado, janeiro 31, 2004

:: i'm singing in the rain... ::

Pois é, pois é, pois é.

Fui com a Jú pro parque do Ibirapuera hoje, mas chegamos lá e tomamos chuva. Aí voltamos. Molhados. Uma delícia.

Dentro do metrô, então, foi aquela coisa. Ainda deu tempo de eu tomar dois cornettos na estação Ana Rosa antes de voltar pra casa. Meu pai tava na academia e não poderia ir me pegar àquela hora. Aí tive que esperar por lá mesmo, lendo meu livro (que já chega na página 200).

É, tomei um belo banho e agora verei o que faço... acho que vou no cinema com meu pai ou no SanFra's de novo. Só que dessa vez pra comer um cheese salada egg picanha com fritas que eles servem lá. Ontem comi só um cheese burger, pois era eu quem ia pagar. Enfim, ainda vou ver. Enquanto isso, vou ler mais um pouco ou ouvir uma musiquinha pra relaxar.

Pô... segunda feira eu tenho que estar lá em Santana às 7 da manhã... foda, terei que sair daqui às 5:30. Ainda não é 100% de certeza que eu terei que servir, mas já é pelo menos 98%. Ainda resta uma chance...

sexta-feira, janeiro 30, 2004

:: PASSEI! ::

Sim, em breve minha carteira de motorista já está em minhas mãos!

Hoje saí com a Jú. Choveu, insisti que ficasse com meu guarda-chuva. Voltei, fui no SanFra's com minha irmã. Tava com mó fome, valeu a pena.

Foi um dia legal. Agora vou ler meu livrinho e tirar uma sonequinha até amanhã de manhã.

Segunda feira tem CPOR. Saio daqui às 5:30. Puta que pariu, acabou a mordomia.

quinta-feira, janeiro 29, 2004

:: meu quarto diz isso? ::

Seu gosto revela um apego às lembranças e a tudo mais que desperte emoções ou sensações (não seria estranho encontrar aromatizadores ou velas na sua cabeceira, por exemplo). Isso não tem a ver com saudosismo, mas com a forma 'apaixonada' com se lança em projetos ou relacionamentos.

Faça o teste você também.

:: éternamente ::

Parece que vai rolar um show aí....

aguardem mais instruções.

quarta-feira, janeiro 28, 2004

:: exame ::

cheguei agora.

agora é aguardar. E não estou lá muito confiante.

terça-feira, janeiro 27, 2004

bah, cansei de pensar título pra todos os posts. Esse é um post subversivo sem título que eu quero tornar mais freqüente aqui no blog.

E "Trópico de Câncer", de Henry Miller, nem é tão legal quanto os outros livros que eu já li da Biblioteca Folha.

:: tá chegando a hora... ::

Em menos de 24h estarei fazendo meu exame prático de motorista. Hoje são as três aulas finais.

Poisé, São Paulo. Em breve, mais um motorista nas suas ruas.

domingo, janeiro 25, 2004

:: estação luz ::

"et eunt homines mirari alta montium et ingentes fluctus maris et latissimos lapsus fluminum et Oceani ambitum et gyros siderum et relinquunt se ipsos nec mirantur."
Sant'Agostino

Hoje fui pela primeira vez na Estação Luz, que teve sua fachada restaurada recentemente. Nunca tinha visitado o centro da cidade, pois moro longe do metrô. Hoje fui buscar a Jú na rodoviária, mas o ônibus dela atrasou uma hora. Aproveitei e fui conhecer a cidade no seu aniversário de 450 anos.

Muito legal a arquitetura. Toda a atmosfera da estação é mágica, te transporta para o século XIX. Depois de ficar um tempinho vendo os trens chegando e partindo (os dois lados da mesma viagem, como na música do Milton Nascimento), fui no Parque da Luz. Dei uma andada por lá e resolvi visitar a Pinacoteca do Estado, que, para minha agradável surpresa, estava aberta com entrada franca. Vi toda a arte dos séculos XIX e XX. Não me agradou muito a arte moderna pós 1922. Gosto mais da arte barroca e romântica, muito bem representadas no acervo da pinacoteca.

Saindo de lá, fui passear no parque. Muitos exemplares de árvores raras, muitas obras de arte em exposição... mas o que mais me agradou foi assistir à apresentação de um grupo de sambistas. Tocavam em três, um no violão e na voz, um no cavaco (muito parecido com o Chico Xavier) e um outro fazendo segunda voz e tocando surdo. Ouvindo, me cresceu no peito o orgulho de fazer parte desta cidade. O nosso samba é o melhor do Brasil e hoje deu pra confirmar isso. Dei, claro, uma caixinha pra eles. Pena que não pude ficar até o final, mas com certeza voltarei lá pra assistí-los e prestigiá-los novamente.

Amanhã vou com a Jú lá pra Santana pra ver como farei pra chegar até a CPOR dia 2. De lá, vamos para a Oca ver a exposição de quadros do Pablo Picasso que está tendo lá. Vou aproveitar esse fim de férias pra conhecer um pouco mais da cidade aniversariante. Convido a todos a fazerem o mesmo. Conheçam São Paulo. É maior do que a gente imagina.