domingo, janeiro 25, 2004

:: estação luz ::

"et eunt homines mirari alta montium et ingentes fluctus maris et latissimos lapsus fluminum et Oceani ambitum et gyros siderum et relinquunt se ipsos nec mirantur."
Sant'Agostino

Hoje fui pela primeira vez na Estação Luz, que teve sua fachada restaurada recentemente. Nunca tinha visitado o centro da cidade, pois moro longe do metrô. Hoje fui buscar a Jú na rodoviária, mas o ônibus dela atrasou uma hora. Aproveitei e fui conhecer a cidade no seu aniversário de 450 anos.

Muito legal a arquitetura. Toda a atmosfera da estação é mágica, te transporta para o século XIX. Depois de ficar um tempinho vendo os trens chegando e partindo (os dois lados da mesma viagem, como na música do Milton Nascimento), fui no Parque da Luz. Dei uma andada por lá e resolvi visitar a Pinacoteca do Estado, que, para minha agradável surpresa, estava aberta com entrada franca. Vi toda a arte dos séculos XIX e XX. Não me agradou muito a arte moderna pós 1922. Gosto mais da arte barroca e romântica, muito bem representadas no acervo da pinacoteca.

Saindo de lá, fui passear no parque. Muitos exemplares de árvores raras, muitas obras de arte em exposição... mas o que mais me agradou foi assistir à apresentação de um grupo de sambistas. Tocavam em três, um no violão e na voz, um no cavaco (muito parecido com o Chico Xavier) e um outro fazendo segunda voz e tocando surdo. Ouvindo, me cresceu no peito o orgulho de fazer parte desta cidade. O nosso samba é o melhor do Brasil e hoje deu pra confirmar isso. Dei, claro, uma caixinha pra eles. Pena que não pude ficar até o final, mas com certeza voltarei lá pra assistí-los e prestigiá-los novamente.

Amanhã vou com a Jú lá pra Santana pra ver como farei pra chegar até a CPOR dia 2. De lá, vamos para a Oca ver a exposição de quadros do Pablo Picasso que está tendo lá. Vou aproveitar esse fim de férias pra conhecer um pouco mais da cidade aniversariante. Convido a todos a fazerem o mesmo. Conheçam São Paulo. É maior do que a gente imagina.

Nenhum comentário: