segunda-feira, junho 14, 2004

atras da porta

"Quando olhastes bem nos olhos meus
E o teu olhar era de adeus
Juro que não acreditei
Eu te estranhei
Me debrucei sobre teu corpo e duvidei
E me arrastei e te arranhei
E me agarrei nos teus cabelos
No teu peito
Teu pijama
Nos teus pés
Ao pé da cama
Sem carinho, sem coberta
No tapete atrás da porta
Reclamei baixinho...

Dei pra maldizer o nosso lar
Pra sujar teu nome, te humilhar
E me vingar a qualquer preço
Te adorando pelo avesso
Pra mostrar que ainda sou tua
Só pra provar que 'inda sou tua ..."

4 comentários:

Anônimo disse...

Excellent, love it! »

Anônimo disse...

That's a great story. Waiting for more. » »

Anônimo disse...

Best regards from NY! Restaurant hobart dishwasher Cheap air force one shoes Blouses roses bnvole Studios products rl retail valium Air cisco breastmilk allergies Fiero convertible kit

Anônimo disse...

Keep up the good work » » »