terça-feira, outubro 05, 2004

período de transição

(atenção: post inútil e extremamente interno. Pule para o próximo.)

Música pra ilustrar o momento:

De onde vem a calma - Los Hermanos

De onde vem a calma daquele cara ?
Ele não sabe ser melhor, viu?
Como não entende de ser valente
ele não saber ser mais viril
Ele não sabe não, viu?
Às vezes dá como um frio
É o mundo que anda hostil
O mundo todo é hostil

De onde vem o jeito tão sem defeito
que esse rapaz consegue fingir?
Olha esse sorriso tão indeciso
Esta se exibindo pra solidão
Não vão embora daqui
Eu sou o que vocês são
Não solta da minha mão
Não solta da minha mão

Eu não vou mudar não
Eu vou ficar são
Mesmo se for só
não vou ceder
Deus vai dar aval sim,
o mal vai ter fim
e no final assim calado
eu sei que vou ser coroado rei de mim.


Já me sinto anestesiado. Há tempos não dou a mínima importância se não me dão o valor que eu gostaria de ter. Chego a ficar mal um tempinho, mas, no final, vejo que aquilo tudo não passou de cena.

Cansei de me desgastar dessa maneira. Vou seguir minha vida como vinha seguindo há um tempinho. Tudo está se encaixando, tudo está correndo bem.

Não há coisa melhor que amizade. O resto é desprezível. Todo o resto. Já tenho o que preciso pra sobreviver, então, o que vier é lucro.

Não vou perder as esperanças nem desistir (afinal, "sou brasileiro e não desisto nunca"). Mas já estava ficando neurótico demais.

Calma, calma, Leandro. Sua hora vai chegar.
---
rush - tom sawyer