domingo, novembro 19, 2006

Amor não é posse
Quem ama simplesmente ama
Sem explicação ou coisa parecida

Amor não é desejo
Desejo é um sentimento primitivo
Sempre haveremos de desejar o sexo oposto

Amor não é paixão
Paixão é fogo que apaga à primeira brisa
A paixão passa e o amor fica

Amor não é companhia
O ser amado está presente mesmo quando ausente
E mesmo sozinhos estamos acompanhados

Amor não é cumplicidade
Dos nossos crimes somos os únicos culpados
E sempre culpados vivemos a vida

Mas, se amor não é posse, desejo, paixão, companhia, cumplicidade
O que então denota palavra de tão múltiplos significados?

Amor é aquilo que a gente sente.

3 comentários:

Bicicleta disse...

noooooossssaaaaaaa....achei seu texto foi mais ou menos assim...Marina, aprende comé que é que se ama!
Isso ficou mto parecido com Rubem Alves, Retratos de Amor, ja leu?
acho que é esse o nome, ja viu ne? o alemao! beijoca campeão!

marina disse...

É.... pois é... foi pra Marina mesmo! Haha.. Mas a Marina que voce ama, e que te ama também: bem assim desse jeito que vc colocou!

Não esquece nunca do que sentimos um pelo outro. Beijos

Criação disse...

bom kra!

postei no meu blog..

foi mal..
não..

impulso.. foi impulso.

o endereço é http:/eselento.blogspot.com

para vc processar..

qqr coisa eu tiro..

é isso