domingo, dezembro 27, 2009

Feliz ano novo!

Desde já, desejo a vocês um feliz 2010!

Viajo em algumas horas, volto dia 2. Até lá!

sexta-feira, dezembro 25, 2009

Natal e 2010

Juro que gosto mais de presentear do que de ser presenteado.

Presentear é um momento especial. Principalmente quando acertamos no presente. Esse ano, dei o livro "Para zoar corinthiano" pro meu pai. Ele ficou umas 3 horas depois rindo ininterruptamente das piadinhas do livro. Foi o presente mais certo que eu ja dei. Pro meu irmão, dei uma caneca do Starbucks, muito bonita, da série especial de natal que lançaram. Ele também gostou muito, disse que vai colocar no quarto dele. Minha irmã ganhou uma caixa de Ferrero Rocher. Disse que vai surprir todas as TPMs do ano. Minha irmãzinha ganhou um monte de aranhas de plástico. Ficou alvoroçada com a diversidade e começou a jogar no povo que tem medo. Ela até chegou a colocar de mansinho no ombro do meu pai pra ele se assustar - o que deu meio certo, ele não se assustou plenamente. Pra minha madrasta, dei uma garrafa de vinho tinto seco Santa Carolina. Minha mãe ganhou "Caim", do Saramago. Meu padrasto, "O maior espetáculo da Terra", de Richard Dawkins. Visível a satisfação de ambos. Presentear meu padrasto é fácil, é só dar algo que eu adoraria ganhar. Isso já tinha acontecido antes, quando dei "IBM e o Holocausto" pra ele.

Diante da satisfação de ter dado esses presentes todos, o que eu ganhei poderia ser qualquer coisa. Inclusive nada - o que, felizmente, não foi o caso. Minha mãe me deu uma bermuda e uma camiseta. Minha madrasta me deu uma bermuda, uma calça e uma camisa.

Se 2009 foi conturbado, porém muito divertido e um ano que me ensinou muito, 2010 vai começar muito, mas muito diferente. Trabalhando com meu pai, núcleo avançado na Biologia, em Angra com o Thom, e com uma namorada linda que me pegou de jeito!

2010 vai ser incrível! Com todos os amigos que fiz em 2009, copa do mundo, proximidade com meu pai, e finalmente um rumo na vida!